Terça, 17/05/2022
Joinville - SC

Venda do mesmo lote: Enxurrada de denúncias contra estelionatários

maio 12, 2022
Venda do mesmo lote: Enxurrada de denúncias contra estelionatários
Compartilhar
Ouvir publicação
Rogemar Santos

Após denúncias realizadas no Jornal da Cidade, a matéria que trata da ação de um estelionatário que vendeu o mesmo lote para diversas pessoas, acabou gerando uma “enxurrada de denúncias”. O curioso é que outras denúncias que surgiram não foram relacionadas ao caso publicado pelo JC, mas de outras atividades ilegais semelhantes.

 

Os leitores não pouparam a revelação de nomes e até mesmo fotos e nomes dos “suspeitos”. Agora, mediante Boletins de Ocorrências já manifestados, cabe agora à polícia investigar. No entanto, fica aqui o alerta para que, ao se adquirir um lote, seja à vista ou financiado, é preciso verificar toda a documentação possível, a origem e outros aspectos de grande importância. Daí o motivo de contar com empresas idôneas que apresentem segurança para quem deseja comprar um imóvel.

Entenda um dos casos

Uma das vítimas relata que colocou à venda a sua Blazer Executiva, quando então o acusado apareceu e fez a proposta oferecendo o terreno em troca do veículo e mais prestações. O marido da vítima relatou que, a princípio, achou estranha a proposta, mas deixou a negociação com sua esposa.

O acusado olhou a caminhonete, e disse que faria um contrato para acertar pelo terreno. O curioso, relata a vítima, é que o mesmo ficou com medo de ir até a imobiliária, alegando que o terreno não era da empresa. Pediu até para levar a caminhonete e testar junto ao mecânico.

“Ele teve coragem depois de falar que a caminhonete deu problema mecânico e tinha quebrado, e que o conserto seria no valor R$ 8 mil. Disse então que mandaria o contrato assinado e ficaria mesmo assim com o carro. Fui dando corda para ele, então procurei a imobiliária e lá soube que o cara estava dando golpe em muita gente. Num novo encontro, falei que o terreno não era dele e pedi para devolver meu carro. Porém, acreditem, ele teve a coragem de anunciar meu veículo para vender, e vendeu para uma pessoa de outra cidade. Ela também foi vítima, e hoje estou sem meu veículo e o caso está na justiça”, frisou.

 

O Jornal da Cidade teve acesso ao BO, onde há o relato do estelionato. Agora se espera que a justiça seja feita. O crime é de estelionato e apropriação indébita.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block