Últimas notícias
Home » Santa Catarina » Vegetação na rede é a principal causa de falta de energia no Estado
    

Vegetação na rede é a principal causa de falta de energia no Estado

A queda de árvores, galhos e cascas de plantas sobre os cabos da rede elétrica, principalmente durante tempestades com ventos, é responsável por mais de 30% dos desligamentos de energia em Santa Catarina. Para prevenir acidentes e conscientizar a população dos perigos da vegetação próxima à rede, a Celesc busca orientar os consumidores sobre cuidados no plantio e manutenção das árvores, tanto nas cidades quanto em áreas rurais.

“O primeiro passo é observar o local antes de plantar uma muda, por exemplo. A planta que hoje aparenta ser de pequeno porte, poderá crescer mais que o esperado e atingir a fiação elétrica, causando um curto circuito”, alerta o gerente da área de pós-operação do sistema elétrico da Celesc, Rodrigo Winck. A responsabilidade pela vegetação em área particular, lembra Winck, é do proprietário do imóvel. Já o que for plantado em áreas públicas como calçadas, canteiros e praças, deve ser mantido pelas prefeituras.

Os moradores que desejarem cortar ou podar árvores em seus terrenos também devem observar se elas estão perto da rede elétrica. Esse tipo de manutenção precisa ser realizado por profissionais habilitados e com equipamento de segurança. Sempre que houver proximidade dos cabos, a Celesc deve ser comunicada para prestar auxílio.

Outra observação é quanto à vegetação nativa. Protegida por lei ambiental, ela só pode sofrer intervenção quando oferecer risco à vida das pessoas que vivem ou circulam no entorno. Nesse caso, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil devem ser acionados para realizar o procedimento.

A Celesc também faz a sua parte com o trabalho constante de poda e roçada, realizado nas áreas críticas do Estado. “Só em 2017, foram investidos mais de R$ 16 milhões nesse serviço, tanto em áreas rurais quanto urbanas”, explica o assistente de assuntos estratégicos da Celesc, Ayslan de Souza Ferreira.  As regionais que mais receberam investimento para este serviço no último ano foram Florianópolis, Lages, Blumenau, Mafra, Chapecó, Joinville e Concórdia.

Como agir com a vegetação:

– Optar por espécies de pequeno porte (máximo 5 metros de altura) para evitar que alcancem os fios elétricos;

– Manter distância segura entre as plantações de árvores de grande porte e a rede elétrica, em especial nas regiões de reflorestamento (mínimo 20 metros para cada lado do eixo da rede elétrica);

– Informar à Celesc antes de realizar corte de árvores de grande porte próximas à rede elétrica para receber suporte;

– Isolar local e impedir aproximação de pessoas ou animais caso um fio de energia arrebente e caia; além de informar imediatamente a Celesc pelo 0800 48 0196;

– Verificar se equipamentos agrícolas com partes móveis estão em distância segura da rede elétrica;

– Evitar queimadas próximo a postes e fios, tanto o fogo quanto o calor podem causar curto circuitos.

Facebook Comments

About Redação

Redação
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Deixe uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *

*

error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville