Sabado, 24/07/2021
Joinville

Variante mais letal da Covid pode chegar em Santa Catarina

maio 22, 2021
Variante mais letal da Covid pode chegar em Santa Catarina
Compartilhar
Ouvir publicação
O Ministério da Saúde emitiu um alerta aos três estados da região Sul – Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul – avisando para o risco da chegada da variante B.1617, identificada inicialmente na Índia. O alerta ocorreu após a identificação de pacientes com Covid-19, causada pela mutação, na Argentina.

Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

O aviso do Ministério chamou atenção para o fato de os três estados fazerem fronteira com o país vizinho. Nesta quinta-feira (20), o Maranhão confirmou os primeiros casos da variante indiana no Brasil. A mutação é uma das grandes preocupações da saúde mundial, porque pode estar por trás da explosão de casos e óbitos por Covid-19 na Índia.

A médica brasileira Mariangela Simão, diretora-assistente da Organização Mundial da Saúde (OMS), que entrevistei para a edição impressa deste fim de semana, comentou que a variante indiana é motivo de grande preocupação. “Ela tem uma dupla mutação, que tem aparecido com frequência, e pode estar associada a um aumento na transmissibilidade”.

Participe das PROMOÇÕES do AJ no You Tube – Clique aqui e se inscreva

O superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Eduardo Macário, disse à coluna que o Estado está acompanhando a situação da variante, e tem discutido com o Ministério da Saúde a possibilidade de restrições a estrangeiros. “Elevamos o nível de alerta e estamos aperfeiçoando a identificação de casos, enquanto aguardamos as orientações do Ministério”, disse ele.

Pesquisadores do Estado, em parceria com a Secretaria da Saúde, fazem um trabalho de vigilância genômica em Santa Catarina, com o objetivo de identificar e alertar para o aparecimento de novas variantes. Até agora, nenhum caso da variante indiana foi identificado. Fonte: NSC Total.

Navio onde estão 24 tripulantes que são acompanhados por conta da Covid-19 — Foto: Reprodução/TV Mirante

Não é permitido replicar o conteúdo desse site.