Quinta, 19/05/2022
Joinville - SC
novembro 2, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Três homens foram presos acusados de furto e receptação de pontas metálicas de mangueira de incêndio na madrugada desta segunda-feira, (02), em Joinville. O suspeito de ser o autor do crime também confirmou a violação do cemitério da Igreja Luterana próximo ao Rio da Prata em Pirabeiraba.

 

Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

Uma guarnição da 2°Cia do 8°BPM desconfiou da atitude do condutor de uma Honda/cg 125 Fan e realizou abordagem. O piloto da motocicleta estava com uma mochila e no seu interior, os policiais encontraram 17 pontas metálicas de mangueira de incêndio e um alicate de corte. O homem não soube explicar a origem dos equipamentos.

De acordo com a polícia, o homem estava usando as mesmas vestes e conduzindo uma motocicleta idêntica as usadas pelo autor do furto ocorrido no cemitério da Igreja Luterana próximo ao Rio da Prata em Pirabeiraba.

Durante interrogatório, o homem confirmou que foi o autor do furto e que teria vendido as peças metálicas do cemitério. Com apoio de outras guarnições, o suposto receptador, morador do bairro Iririú, foi localizado. O homem confirmou que teria adquirido as peças metálicas e que já teria revendido para o proprietário de um barracão de reciclados localizado no bairro Itinga, na Zona Sul da cidade.

Este terceiro detido informou aos policiais que quando comprou as ponteiras metálicas, foi informado que o material era de uma de marmoraria e seria material de descarte lápides antiga. A origem das Ponteiras de mangueira de incêndio e do alicate de corte não foi esclarecida, e por este motivo, todos os envolvidos foram conduzidos para a central de polícia. A motocicleta foi removida ao depósito municipal por pendências administrativas.

[ads2]

Block