Terça, 17/05/2022
Joinville - SC

Tatuagem : da desconfiança para a mania

março 31, 2022
Tatuagem : da desconfiança para a mania
Compartilhar
Ouvir publicação

Quem é mais antigo lembra que ter uma tatuagem era visto com muita discriminação. Era algo não muito aceito pela sociedade, que entendia ser um ato rebelde, sem esquecer críticas religiosas ou até de ligações com certos grupos não legais. Enfim, era muito complicado ter determinada tatuagem no corpo, por mais simples que fosse a mesma. Segundo o tatuador Adriano Nunes, os tempos mudaram e hoje se torna normal ser tatuado(a).

“Foi uma trajetória lenta, mas hoje se pode afirmar que o preconceito contra os tatuados anda cada vez mais fraco e acredito que isso tudo foi graças às novas gerações que vem quebrando vários paradigmas do século passado. No entanto, devemos também começar a preocupar com os cuidados que devemos ter com essa arte linda e milenar, desde à escolha do desenho até os cuidados pós procedimento”, frisou.

Adriano aproveita para dar algumas dicas nesses dois quesitos: na hora de escolher sua próxima Tattoo preste atenção em qual o motivo para se tatuar. Dentre eles existe a tatuagem por homenagem que tem junto sentimentos, lembranças, simbologias e crenças pessoais (nesse caso é muito importante que se saiba claramente o que o desenho representa).

“Também temos a tatuagem por estética, ou seja, se ela está mais ligada a aparência do que ao significado do desenho, podendo trazer com ela um destaque pra o local do corpo escolhido, trazendo um sentimento de emponderamento, bem-estar e aumento da autoestima’’.

Cuidados

Outra coisa muito importante são os cuidados com sua Tattoo, segundo o tatuador, pois determinará a qualidade e tempo de avivamento das cores em sua pele. “Pense de tal forma: quanto mais bem cuidada sua pele mais bonita será sua Tattoo. Beba bastante água, faça o uso de hidratantes para pele, protetor solar e, claro, durante a cicatrização usar apenas a pomada cicatrizante e/ou regeneradora recomendada pelo seu tatuador.  Conheça mais sobre o trabalho de Adriano Nunes no perfil @nuneslovetatoo

Block