Sexta, 01/07/2022
Joinville - SC

Suspeita de participar de assassinato de empresário no Adhemar Garcia tem pedido de prisão domiciliar negado

junho 16, 2022
Suspeita de participar de assassinato de empresário no Adhemar Garcia tem pedido de prisão domiciliar negado
Compartilhar
Ouvir publicação

A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em matéria sob a relatoria do desembargador Alexandre D´Ivanenko, decidiu negar pedido de prisão domiciliar em favor de uma mulher, suspeita de participar de latrocínio de Vilson Zielinski, que ocorreu no bairro Adhemar Garcia, em Joinville.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

 

Segundo a denúncia do Ministério Público, em abril deste ano, um casal tentou roubar um veículo e durante a abordagem a vítima foi assassinada. O órgão ministerial entende que há indícios suficientes da autoria da mulher em relação à suposta prática do crime de latrocínio. Ela teria auxiliado o réu com o transporte até o local do crime. Além disso, no momento da sua prisão, o seu comparsa portava uma arma de fogo no veículo da mulher.

Com a manutenção da prisão preventiva, pela decisão do magistrado Felippi Ambrósio, ela ingressou com um habeas corpus junto ao TJSC. Pleiteou a prisão domiciliar, sob o argumento de que tem dois filhos menores de idade, com um e sete anos. Também defendeu que cuida da sua mãe, uma idosa que depende de cuidados.

“A pretendida conversão da medida cautelar encontra severo obstáculo na natureza do crime imputado à paciente. Ela é suspeita da prática de crime de extrema violência (latrocínio consumado). A decisão a quo, portanto, encontra robusta sustentação na jurisprudência, a defender a adequação da prisão preventiva como meio de salvaguardar a ordem pública, em casos onde a conduta praticada pelo agente detido reveste-se de especial gravidade”, anotou o relator em seu voto.

A sessão foi presidida pelo desembargador Sidney Eloy Dalabrida e dela também participou o desembargador José Everaldo Silva. A decisão foi unânime.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block