Segunda, 27/06/2022
Joinville - SC

STJ manda soltar motorista que atropelou e matou ciclistas no Jardim Paraíso

maio 17, 2022
STJ manda soltar motorista que atropelou e matou ciclistas no Jardim Paraíso
Compartilhar
Ouvir publicação

O motorista Carlos Batista Bento, que atropelou e matou as ciclistas Lindacir Rodrigues da Silva Morando, de 55 anos, e Thais Dias Gonçalves, de 25 anos, teve a liberdade concedida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). O acidente aconteceu no dia 22 de outubro de 2021, no bairro Jardim Paraíso. Sua liberdade foi concedida na última sexta-feira (13).

Carlos é acusado por dois homicídios e, em depoimento, alegou que o teste do bafômetro, que acusou uso de álcool, detectou um enxaguante bucal que ele teria utilizado instantes antes de sair de carro para buscar a companheira.

Após ser preso em flagrante, ele pagou fiança e foi solto no dia seguinte. Após a segunda morte, quando a preventiva foi decretada, já não foi mais localizado.  O acusado foi encontrado e preso em Jussara, na Bahia

A promotoria afirma que os fatos mostram que o motorista praticou dois homicídios com dolo eventual, que é quando se assume o risco de causar o resultado. Ainda foram incluídas qualificadoras pelo Ministério Público de impossibilidade de defesa das vítimas, atingidas por trás, e perigo comum, já que ele colocou outras pessoas que estavam na avenida em risco.

Na última sexta-feira (13), o desembargador Olindo Menezes acatou pedido da Defensoria Pública de Santa Catarina. “Somente admite a prisão cautelar quando não for possível a sua substituição por medidas cautelares”. Menezes ressaltou, ainda, que a decisão não “está a dizer que o crime não seja grave, nem que a conduta do paciente não seja altamente reprovável”.

Acidente

As duas ciclistas foram atingidas por trás quando pedalavam em uma ciclovia na Avenida Jupter. Depois, o motorista tentou fugir sem prestar socorro. A Polícia Militar diz que ele tinha estado de embriaguez visível e, questionado, admitiu ter bebido. Ele passou por bafômetro, que confirmou a embriaguez.

Lindacir sofreu poli traumatismo e teve uma parada cardiorrespiratória. Ela foi atendida pelos socorristas dos Bombeiros Voluntários e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Thais foi encaminhada em estado grave para a emergência do Hospital Municipal São José, onde morreu logo após dar entrada na unidade de saúde.

Homem chegou a ser preso em flagrante, mas foi liberado após pagar fiança

 

 

 

Block