quarta-feira,

28/02/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Saúde de Joinville intensifica ações de imunização com Campanha Multivacinação

Em Joinville, crianças e adolescentes de 0 a 15 anos e adultos que precisam atualizar a situação vacinal podem aproveitar a Campanha de Multivacinação, que acontece até o dia 27 de outubro.

Durante o período, a Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria da Saúde (SES) vai realizar uma série de ações para ampliar a cobertura vacinal no município. Na programação está o deslocamento da Unidade de Vacina Móvel para diferentes bairros.

Também ao longo da semana, a população pode se dirigir às salas de vacina de todas as Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) para consultar e atualizar o seu esquema vacinal. A orientação é que o usuário chegue ao local até 30 minutos antes do horário de fechamento da Unidade.

A relação completa das Unidades e horários de atendimento está disponível no site da Prefeitura de Joinville (bit.ly/ubsfjlle).

Dia D é no sábado

No sábado, 21 de outubro, acontece o Dia D da Campanha Multivacinação. Nessa data, todas as UBSFs de Joinville estarão abertas das 8h às 17h para atendimento de imunização.

De acordo com a secretária de Saúde de Joinville, Tânia Eberhardt, o objetivo da campanha é atingir todas as pessoas que ainda precisam completar as suas vacinas, especialmente crianças e adolescentes de 0 a 15 anos.

“Não podemos deixar de vacinar sob o risco de voltarmos a ter aquelas doenças que já entendíamos como erradicadas”, alerta a secretária.

Ciente da importância das vacinas, o agente penitenciário Adelmo Paterno esteve na UBSF Ulysses Guimarães nesta segunda-feira (16), para conferir a carteira de vacinação da neta Yasmin Paterno, de 6 anos. Com a pequena estava tudo certo, mas a visita foi importante para que o próprio Adelmo colocasse as suas vacinas em dia.

“Sempre acompanhamos a caderneta da Yasmin. Mas aproveitei para tomar os reforços contra tétano e Covid-19. É importante que os pais vacinem os seus filhos, pois às vezes uma vacina que a criança deixa de tomar, pode causar doenças graves”, destaca.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo