Segunda, 27/06/2022
Joinville - SC

Saúde alerta para proliferação de escorpiões em Mafra

abril 20, 2022
Saúde alerta para proliferação de escorpiões em Mafra
Compartilhar
Ouvir publicação

A Secretaria Municipal de Saúde alerta a população sobre o aparecimento de escorpiões, uma vez que foram capturados animais da espécie Tityuscostatus (também conhecido como Escorpião-manchado) nos bairros Restinga, Vila Nova, Vila Ivete, Centro Baixada, Centro Alto e Jardim América. Diante disso, a Vigilância Sanitária (VISA) de Mafra repassa à população procedimentos a serem adotados ao se deparar com o hóspede indesejado.

 

Segundo a Saúde, se o munícipe capturar o animal, deve levá-lo até a VISA, que envia o escorpião para análise no Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), para determinação da espécie. É importante destacar que em 2021 houve dois registros de acidentes (picadas) por escorpiões no município.

Em caso de captura, a VISA orienta que o animal deva ser acondicionado em um vidro ou pote com tampa e encaminhado à Vigilância Epidemiológica ou para a Vigilância Sanitária para realização de registros e análises pelos órgãos competentes.

 

Quem é esse hóspede indesejado

O escorpião não costuma atacar sua presa e usa o veneno, basicamente, como instrumento de defesa, para imobilizá-la. Eles se adaptam muito bem à vida no subterrâneo das cidades e quando buscam um abrigo provisório, acabam subindo pelas tubulações, ocasiões em que podem terminar escondendo-se dentro de residências. O escorpião-manchado (Tityuscostatus) encontrado em Mafra possui sete centímetros de comprimento, tem coloração geralmente castanho amarelada com manchas nas pernas e palpo (garras). Escorpiões deste gênero apresentam veneno de importância médica.

A pessoa picada apresenta dor e coceira local. Estes animais podem ser encontrados em qualquer ambiente úmido, escuro e com insetos. As ocorrências de acidentes geralmente ocorrem nos meses mais quentes e úmidos do ano.

Combate e prevenção

O uso de veneno não é eficaz no combate aos escorpiões. Algumas pesquisas mostram que o venenos podem provocar inclusive o aumento da população, pois sua utilização provoca apenas o desalojamento temporário dos mesmos, favorecendo assim a dispersão de focos, já que os escorpiões possuem um revestimento de quitina que os deixa impermeáveis ao veneno. O controle se demonstra mais eficaz eliminando possíveis ambientes de vida e/ou possíveis insetos que sirvam para sua alimentação.

Veja algumas dicas para evitar o aparecimento de escorpiões:

– Eliminar as baratas, elas são principal alimento do escorpião;

– Vedar ralos de chão, tanques e pias;

– Vedar fossas e tubulações de esgoto e águas residuárias;

– Rebocar paredes e muros para que não apresentem vãos e frestas;

– Manter quintal, jardim e arredores da residência sempre limpos e livres de entulhos de lixo;

– Eliminar latas, cacos de telhas e outros objetos que possam acumular água.

 

Cuidados para evitar acidentes

– Começando por observar os panos de chão e as roupas úmidas antes de apanhá-los;

–  Observando sapatos e roupas, sacudindo-os antes de calçá-los ou vesti-los;

– Tendo cautela ao mexer em montes de lenha, tijolos, entulhos, folhagens e buracos.

Em caso de picada, procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo – ESF ou a UPA.

Block