Sabado, 02/07/2022
Joinville - SC

Santa Catarina registra terceiro caso suspeito de hepatite de etiologia desconhecida

maio 21, 2022
Santa Catarina registra terceiro caso suspeito de hepatite de etiologia desconhecida
Compartilhar
Ouvir publicação

O terceiro caso suspeito de hepatite de etiologia desconhecida foi notificado para a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC).

O caso notificado é de uma criança de 3 anos, residente no município de São José, com registro do início dos sintomas no mês de abril. O paciente está internado em um hospital de Florianópolis e teve sorologias negativas para hepatite A, B e C.

Os casos estão sendo investigados pelas Secretarias de Saúde Municipais com apoio da DIVE e do Laboratório Central de Santa Catarina (LACEN/SC) para a realização dos exames laboratoriais necessários. O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Santa Catarina (CIEVS/SC) recebeu a primeira notificação de caso suspeito em uma criança de 7 anos, em 6 de maio e o segundo em um adolescente de 16 anos, em 9 de maio de 2022.

O que é hepatite?
A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ter diversas causas, desde infecções virais até consumo excessivo de álcool, alguns medicamentos e substâncias tóxicas. Os principais vírus que causam hepatite são A, B, C, D e E. Há ainda as hepatites autoimunes, que são doenças crônicas em que o próprio sistema imunológico do indivíduo ataca as células do fígado, causando inflamação e alteração da função do órgão.

Hepatite de etiologia desconhecida em crianças
A hepatite súbita e grave em crianças saudáveis é considerada incomum, tanto que ela não está relacionada a qualquer um dos tipos comumente causadores da doença. Resultados preliminares dos casos de hepatite de etiologia desconhecida investigados até o momento apontam que não há relação da doença com a vacinação contra a Covid-19.

É importante que os pais e responsáveis fiquem atentos aos sintomas característicos de hepatite aguda nas crianças, como vômitos, diarreias, náuseas, dor abdominal e pele e olhos amarelados. Se houver qualquer suspeita, elas devem ser imediatamente levadas a um serviço de saúde para que possam ser avaliadas e tratadas de forma adequada.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block