Quinta, 30/06/2022
Joinville - SC

Rede Feminina de Combate ao Câncer inaugura sede em Araquari

maio 26, 2022
Rede Feminina de Combate ao Câncer inaugura sede em Araquari
Compartilhar
Ouvir publicação

A Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) inaugura sua sede em Araquari, nesta quinta-feira (26), às 19h, situada na Rua Rui Carlos dos Santos, 361, bairro Itinga. A entidade passará a funcionar oficialmente no atendimento e acolhimento das mulheres que apresentam diagnósticos de câncer e também na prevenção da doença.

A atuação da rede consistirá na prevenção do câncer de colo de útero e no diagnóstico precoce do câncer de mama, através de exames, palestras e discussões com aberturas para o cuidado de outros carcinomas. E também na promoção do bem-estar das mulheres com orientações para os cuidados com o câncer.

A presidente da Rede, Daiane de Amorim Coelho Goulart, conta que a instituição nasceu de um sonho que foi concretizado graças ao trabalho voluntário e dedicação de um grupo de mulheres que se doam para causa da comunidade, e também pela fundamental iniciativa da vereadora Kátia Regina Cardoso da Silva. Os trabalhos de atendimento às mulheres na entidade já iniciaram em maio de 2021. Neste período já foram desenvolvidas inúmeras ações que fortaleceram a RFCC em Araquari como um local de apoio, de informação, de bem-estar, de prevenção, e de acolhimento da mulher com câncer e sua família.

 

De acordo com Daiane, a Rede pretende atender 250 mulheres por mês dentro dos serviços de acolhimento com a prevenção em saúde, terapias alternativas, atendimentos psicológicos e oficinas. Objetivando a prevenção e o diagnóstico precoce de câncer, trabalho realizado por um grupo de voluntárias. Atualmente, 42 mulheres são atendidas mensalmente por cinco grupos de apoio em: arte-terapias, pacientes diagnosticadas com câncer, atendimento psicológico, terapias alternativas com o Reiki, e atendimento com florais de Bach.

“Esses grupos de apoio têm sido uma forte ferramenta na obtenção da melhoria física e emocional das mulheres”, reforça a presidente. Entre as metas da RFCC de Araquari está atender 10 mulheres/dia em exames preventivos e autoexames de mamas, dos quais quatro exames diários serão disponibilizados para encaminhamentos à saúde pública de Araquari. Atendimentos psicológicos, terapias alternativas e oficinas.

A idealizadora do projeto que resultou na conquista da Rede para Araquari, a vereadora Kátia Regina Cardoso da Silva, destaca que “Graças a este grupo de abnegadas mulheres que aceitaram, de forma voluntária, o convite como um desafio para tornar a instituição uma realidade que está fazendo a diferença como uma política pública voltada para a saúde da mulher”.

Ela explica que a RFCC é uma antiga aspiração de Araquari, onde existe carência de políticas públicas para atendimento à saúde da mulher, apesar dos esforços da rede pública de saúde. “Isso ficou evidenciado com a procura pelas ações da entidade quando foram iniciados os atendimentos em maio do ano passado”, lembrou Kátia.

Diretoria: Daiane Goulart (presidente), Michele Karina Hass (vice-presidente), Raquel Riffel (primeira-secretária), Bruna Vieira Gums (segundasecretária), Guerbori Cristiane Tumiski (tesoureira), e Cleonice Velozo de França (segunda-tesoureira). Conselho Fiscal: Kátia Cardoso da Silva, Alaíde Honorato da Silva, Keit Krelling, Neuza Maia Machado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block