Segunda, 15/08/2022
Joinville - SC

Receita Federal deflagra operação para combater contrabando de cigarros eletrônicos

julho 17, 2022
Receita Federal deflagra operação para combater contrabando de cigarros eletrônicos
Compartilhar
Ouvir publicação

A Receita Federal deflagrou na manhã de hoje, 14 de julho, a Operação Ruyan com o objetivo de combater o contrabando de cigarros eletrônicos, que têm a importação e comercialização proibidas no Brasil.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

A operação contou com a participação de 199 servidores do órgão, que atuaram sobre 112 estabelecimentos, localizados em diversas cidades dos estados de Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo.

Os cigarros eletrônicos são produtos proibidos de serem importados, comercializados ou serem divulgados por meio de propaganda em todo o país, por força da Resolução de Diretoria Colegiada da Anvisa (RDC nº 46, de 28 de agosto de 2009).
O valor de cada produto no mercado ilegal fica entre R$ 60,00 e R$ 620,00, podendo ter tamanhos variados. Alguns têm aspecto parecido com pen drives, o que facilita sua ocultação entre outras mercadorias.

Em Santa Catarina, 19 estabelecimentos que comercializavam ou armazenavam cigarros eletrônicos foram fiscalizados entre ontem e hoje nos municípios de Chapecó, Concórdia, Florianópolis, Itajaí, Itapema e Joaçaba. Cerca de R$ 680 mil reais em produtos proibidos foram apreendidos durante a ação, que teve a participação de 32 servidores da Receita Federal.
O nome Ruyan, dado à operação, significa em chinês “quase como fumaça”.

 

Block