Sabado, 28/05/2022
Joinville - SC
novembro 11, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Uma sentença proferida pelo juiz Gustavo Henrique Aracheski, titular da Vara do Tribunal Júri da comarca de Joinville, condenou os oito homens por tentativa de homicídio e organização criminosa. Somadas as penas, o total ultrapassa 104 anos de reclusão.

As penas ficaram entre 13 anos e 4 meses até 17 anos e 4 meses. O que diferenciou foi a questão de antecedentes criminais de cada réu e também a questão de alguns serem menores de 21 anos na época do episódio.


Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

Crime

Segundo denúncia do Ministério Público (MP), no dia 10 de dezembro de 2018, por volta das 22h30min, no bairro Jardim Paraíso, na zona Norte de Joinville, os 8 jovens e um adolescente participaram desta ação. Dois deles chefiavam um “QG” (Quartel General) da organização criminosa e receberam autorização para matar um jovem e os demais membros de sua família (vítimas). O objetivo era de exterminar a concorrência ilegal de comercialização de drogas na localidade.

De acordo com o MP, a ação aconteceu na frente da casa da vítima, quando os condenados chegaram na residência em veículos e motocicletas e, de pronto, efetuaram diversos disparos contra a vítima que fugiu correndo para os fundos da residência. Como não lograram êxito nesta empreitada, começaram a atirar contra a residência, onde estavam a esposa, filho e enteado dele.

Ainda não satisfeitos, os autores do crime chegaram a invadir a residência. No entanto, temendo a prisão em flagrante, fugiram em sentido desconhecido. As três pessoas dentro da residência não foram atingidas pelos tiros.

Conforme o Ministério Público, a motivação foi torpe, pois a organização criminosa não aceitava a ideia de haver pessoas de outra facção comercializando drogas na mesma localidade. Atuou como promotor Ricardo Paladino.

[ads1]

Block