Sexta, 30/07/2021
Joinville

Projeto distribui refeições para famílias em situação de vulnerabilidade no Morro do Meio

junho 25, 2021
Projeto distribui refeições para famílias em situação de vulnerabilidade no Morro do Meio
Compartilhar
Ouvir publicação

Para o trabalho da Secretaria de Assistência Social (SAS) da Prefeitura de Joinville, a cidade é dividida em nove territórios, cada um deles equipado com um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). Seriam necessárias cerca de quatro mil marmitas por dia para atender todas as pessoas nessas regiões que não têm o que comer. Mas, um único empresário de Joinville está ajudando não só a solucionar a deficiência alimentar de todo o território do CRAS Morro do Meio como também é responsável por fomentar uma campanha para atender o restante da cidade.

Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

Miguel Abuhab, por meio do instituto que leva seu nome, adquire diariamente, de segunda a sexta-feira, 240 marmitas produzidas pelo Restaurante Popular. Sua empresa, a Neogrid, compra outras 120, resultando em 360 marmitas entregues a pessoas que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza. A ação, que já dura um mês e conta com a supervisão e apoio da SAS, também tem como parceiros a Instituição Nutri e o Instituto Conforme, que distribuem os alimentos às pessoas do Morro do Meio. As marmitas são transportadas gratuitamente do Restaurante Popular até as instituições pela Aceville Transportes.

“Estamos praticamente atendendo a necessidade do Morro do Meio. Mas esse é um ponto de Joinville. O Instituto Miguel Abuhab (IMA) pode receber doações de pessoas e empresas e assim adquirir mais marmitas no Restaurante Popular, que serão distribuídas em outras regiões”, explica Miguel Abuhab. Os interessados em fazer doações devem entrar em contato com o IMA pelo telefone (47) 3305-9534.

Participe das PROMOÇÕES do AJ no You Tube – Clique aqui e se inscreva

Projeto Alimentando o Presente

Segundo o empresário, o projeto “Alimentando o Presente” começou quando teve a ideia de ajudar pessoas que estão tendo dificuldades, devido à pandemia. “Mesmo que cedêssemos a cesta básica, elas não teriam o gás para preparar o alimento. Achei mais adequado que passássemos a distribuir marmitas”, relata Abuhab.

Pelas redes sociais, ele tomou conhecimento do trabalho realizado pela SAS na área de segurança alimentar, ações coordenadas por Edina Acordi. “Entrei em contato com a Edina e disse que o que ela está fazendo é de nosso interesse, já que queríamos doar marmitas. E os Restaurantes Populares têm o todo o cuidado com a qualidade dos alimentos e uma cozinha industrial pra atender a demanda”, conta o empresário.

Aconteceu em Joinville no Twitter – Clique Aqui

A coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional da SAS, Edina Acordi, explica que Abuhab queria auxiliar pessoas que são cadastradas em algum órgão, mas que ainda não estavam recebendo ajuda.

“Fizemos um levantamento e encontramos um número grande de famílias no Morro do Meio que estão cadastradas no CadÚnico, mas que ainda não recebem o Bolsa Família. Elas estão nos critérios para receber mas estão no aguardo”, explica Edina.

No início, foram 86 famílias, mas conforme as marmitas eram distribuídas, a demanda aumentava. “Outras famílias que não sabiam que poderiam ter esse benefício, mas se enquadravam nesse perfil, procuraram o CRAS e deu pra aumentar o mapeamento. O que temos observado, em tão pouco tempo de projeto, é que otimizou muito a comunicação da comunidade com o CRAS.”, comemora a coordenadora do CRAS Morro do Meio, Elisabete da Silva Dias.

Impacto na comunidade

A Instituição Nutri recebe 120 marmitas, distribuídas ao meio-dia, de segunda a sexta-feira. Ela está localizada dentro de uma área de grande vulnerabilidade social.

“Foi algo muito bom para a comunidade, foi um divisor de águas. No dia que começou o projeto, fui à casa de uma pessoa aqui do local, e naquele dia ela não tinha nada para comer. Ela recebeu quatro marmitas, o que faz toda a diferença na vida dessa pessoa. Muitos se ganham a cesta básica, não tem o gás para cozinhar”, diz o pastor Carlos Ivan dos Santos, um dos responsáveis pela Nutri.

A dona de casa Fabiane da Silva Borges Pinto, 39 anos e nove filhos, é uma das moradoras do Morro do Meio que retira marmitas na Nutri. “A marmita chegou em uma ótima hora. Ajuda muito lá em casa, porque tem vezes que não temos o que comer. As crianças agora comem e vão para a escola com a barriguinha cheia”, emociona-se Fabiane.

Rosibeli Oliveira, 35 anos, mãe de três filhos e grávida do quarto, também conta com as marmitas doadas pelo Instituto Miguel Abuhab. “A situação está difícil, só meu marido empregado, cinco pessoas em casa, eu gestante. Essa marmita é uma benção. Comida de boa qualidade, saborosa, todos na minha casa gostam”, diz a dona de casa.

As 240 marmitas restantes são destinadas ao Instituto Conforme, que atende famílias em situação de vulnerabilidade social com cestas básicas, atendimento psicológico e projetos que visam a inserção dessas pessoas no mercado de trabalho. “Famílias em extrema situação de vulnerabilidade vem buscar essa marmita aqui. Com essa ajuda, é a oportunidade que elas têm de ter um alimento de qualidade”, relata a coordenadora do Conforme, Graciela Rodrigues Rezende de Oliveira.

Alimentação saudável

As 360 marmitas são adquiridas pelo Instituto Miguel Abuhab e pela Neogrid, todas produzidas no Restaurante Popular. “Além de ser a única refeição do dia para muitas dessas pessoas atendidas pelo projeto no Morro do Meio, é uma refeição saudável, com acompanhamento de uma nutricionista”, explica Juliana Theodora, coordenadora de assessoria à segurança alimentar e nutricional da SAS.

“Queremos voltar nesse CRAS e conversar com essas famílias, sobre a alimentação ser um direito que elas têm. Mas que elas não devem receber para sempre essa marmita. Vamos fomentar que ela tenha uma horta ou que busque uma horta comunitária no bairro. Queremos sim, matar a fome neste momento, mas também queremos nutrir este cidadão com conhecimento e com esta potencialidade que existe nessa área”, conclui Edina Acordi.

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI

Block