sábado,

25/05/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Programa Estadual de Controle da Tuberculose de Santa Catarina é premiado

O Programa Estadual de Controle da Tuberculose (PECT), da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, recebeu certificados nacionais devido ao alcance de metas relacionadas ao enfrentamento da doença no estado.

Os certificados foram entregues pela Coordenação Geral de Vigilância da Tuberculose, Micoses Endêmicas e Micobactérias Não Tuberculosas do Ministério da Saúde (CGTM/Dathai/SVSA/MS), em evento presencial realizado em Brasília, no dia 17 de outubro. 

Os certificados obtidos pelo programa foram em reconhecimento ao serviço realizado em Santa Catarina nas seguintes regiões:

* Regional de Joinville: no total foram cinco certificados, para os municípios de:

– Joinville em decorrência do alcance das seguintes metas: alcançar 100% de sucesso no tratamento dos novos casos de TB multidrogaresistente (TB-MDR) e TB resistente à rifampicina (TB-RR) no ano de 2020; atingir a meta de nenhum caso encerrado como ignorado ou branco no período de janeiro a junho de 2022; e por alcançar a meta de 97,10% de contatos examinados de casos novos de TB pulmonar em 2022.

– Itapoá: por alcançar 100% de sucesso no tratamento dos novos casos de TB multidrogaresistente (TB-MDR) e TB resistente à rifampicina (TB-RR) no ano de 2020.

– Garuva: por alcançar 100% de sucesso no tratamento dos novos casos de TB multidrogaresistente (TB-MDR) e TB resistente à rifampicina (TB-RR) no ano de 2020.

* Regional de Mafra: foi entregue um certificado ao município de São Bento do Sul por alcançar 100% de sucesso no tratamento dos novos casos de TB multidrogaresistente (TB-MDR) e TB resistente à rifampicina (TB-RR) no ano de 2020.

Além disso, o PECT foi reconhecido por incrementar em mais de 50% o uso de Teste Rápido Molecular para Tuberculose (TRM-TB) no ano de 2023 em relação ao ano de 2022 e por atingir as maiores porcentagens na utilização de Isoniazida com Rifapentina (3HP) para prevenção da tuberculose, no período de agosto de 2021 a agosto de 2023.

Luís Henrique da Cunha, coordenador do Programa, destacou a importância das premiações.

“Os prêmios refletem o esforço das equipes e o desenvolvimento de diversas ações para garantir o diagnóstico precoce e oportuno da tuberculose no estado”, afirma.  

Para o alcance das metas reconhecidas, várias ações foram implementadas em Santa Catarina, como a elaboração do “Plano Estadual de Controle da Tuberculose – Ações Estratégicas com Ênfase nas Populações Vulneráveis no Estado de Santa Catarina – 2021 a 2029”. 

Sobre a doença  
A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis.

A forma pulmonar da doença é a mais frequente e de maior relevância para a saúde pública, responsável pela manutenção da sua transmissão.

No entanto, a tuberculose pode ocorrer em outras partes do corpo (tuberculose extrapulmonar). 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2020, aproximadamente 5,8 milhões de casos de tuberculose foram registrados no mundo.

No Brasil, em 2020, foram notificados aproximadamente 69 mil casos novos e 4,5 mil mortes em decorrência da doença.

Segundo informações do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), em Santa Catarina, no ano de 2022, foram registrados 1.989 casos novos da doença.

 

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo