Sabado, 25/09/2021
Joinville - SC

Primeiro dia do Feirão da Inclusão tem boa procura de candidatos

setembro 13, 2021
Primeiro dia do Feirão da Inclusão tem boa procura de candidatos
Compartilhar
Ouvir publicação

 

Começou nesta segunda-feira (13/9) o Feirão da Inclusão. Uma iniciativa da Prefeitura de Joinville, por meio do Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (CEPAT), o Feirão disponibiliza 230 vagas para pessoas com deficiência (PcD) em Joinville.

 

Segundo a diretora executiva da Secretaria de Assistência Social (SAS), Cristina Amaral Nogueira, o primeiro dia do evento teve uma boa procura de candidatos. “O dia de hoje tem sido muito proveitoso. Nós estamos com uma demanda bastante grande aqui no CEPAT. No primeiro dia já foram encaminhados 21 pessoas para entrevistas de emprego. Isso é fruto do trabalho de uma equipe que passou a fazer essa captação de vagas há mais de três semanas junto a várias empresas da cidade”, comemora Cristina.

José Aparecido do Nascimento, 55 anos, foi um dos candidatos que foi encaminhado para uma entrevista de emprego. “Vou fazer uma entrevista para operador de torno. Eu estava desempregado e o Feirão da Inclusão foi importante para que eu conseguisse achar uma empresa com vagas”, diz José.

O Feirão da Inclusão é fruto do trabalho da equipe do Serviço de Apoio ao Trabalhador (SAT), no CEPAT, onde se se encontra a Área de Inclusão, em parceria com a Assessoria de Acessibilidade à Pessoa com Deficiência da SAS. O atendimento é realizado de forma presencial, das 8h às 13h30, até dia 17 deste mês, sexta-feira. A relação das vagas está disponível no site da prefeitura (bit.ly/VagasFeiraoInclusaoJlle).

Cristina Amaral Nogueira explica que iniciativas como as do Feirão da Inclusão são vitais para as empresas da cidade, que precisam atingir o artigo 93 da Lei nº 8.213/91, que estipula a obrigatoriedade de vagas de PcDs nas companhias com mais de 100 empregados. A equipe do CEPAT também visita as empresas de Joinville, fazendo o trabalho de conscientização sobre a importância do trabalho das PcDs.

“Há a questão legal, mas o mais importante é fazer a colocação dessas pessoas no mercado de trabalho. A pessoa com deficiência precisa ser valorizada e precisa ser qualificada. Queremos que elas encontrem seu espaço no mercado de trabalho e para tanto pretendemos intermediar as vagas, entendendo as demandas e ampliando as possibilidades e perfis junto às empresas.”, afirma a diretora.

Entre as 236 vagas disponíveis no Feirão da Inclusão, há oportunidades para analista de sistemas, assistente administrativo, inspetor de qualidade, operador de caixa, auxiliar de linha de produção, garçom entre outras ocupações.

Os interessados deverão comparecer na sede do CEPAT, na rua Abdon Batista, 342, Centro, para fazer o cadastro. A abordagem é realizada por servidores treinados para atender PcD. Depois, os candidatos são encaminhados para as entrevistas nas empresas.

Quem preferir também pode conferir as vagas e fazer o processo pelo Aplicativo Sine Fácil ou pelo site empregabrasil.mte.gov.br.

“Queremos realizar esse trabalho de maneira contínua, aumentando as visitas nas empresas e ver qual é a necessidade delas, estimulando as pessoas com deficiência virem aqui no CEPAT e trabalharmos individualmente esse processo”, pontua a diretora da SAS.

 

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI 

Block