terça-feira,

27/02/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Previsão para Santa Catarina: trimestre será de altas temperaturas e chuva próxima da média

    Os catarinenses podem esperar chuvas dentro da média e temperaturas próximas a acima da média nos meses de fevereiro, março e abril – é o que aponta o Boletim de Previsão Climática divulgado pela Epagri/Ciram.

A previsão também indica que a chegada do outono de 2024 deve marcar o fim do El Niño. O início da estação no Hemisfério Sul ocorre no dia 20 de março às 00h06. Confira a previsão climática para Santa Catarina:

Ao longo do trimestre, a temperatura deve ficar próxima a acima da média climatológica em Santa Catarina (Foto: Canva)

Chuva mal distribuída

Durante o mês de fevereiro, a chuva deve ser mal distribuída no estado, associada ao processo de convecção (característica de verão).

A previsão para Santa Catarina aponta que podem ocorrer chuvas intensas no Litoral e no Vale do Itajaí devido à circulação marítima. “No fim do verão, ainda sob influência do El Niño, permanece o risco de eventos extremos com chuva forte e totais elevados em curto intervalo de tempo, temporais com forte atividade elétrica (raios), granizo e ventania”, destaca Gilsânia Cruz, meteorologista da Epagri/Ciram.

Em março e abril, os volumes ficam próximos do esperado.

Temperatura

Ao longo do trimestre, a temperatura deve ficar próxima a acima da média climatológica em Santa Catarina. Nos meses de fevereiro e março, as massas de ar quente atuam com frequência, com dias consecutivos de temperatura alta, inclusive à noite.

Ondas de calor são esperadas no verão, especialmente devido à influência do El Niño.

“Podem ocorrer episódios isolados com temperatura mais baixa na madrugada e ao amanhecer, com geada nas áreas altas do Planalto Sul. Esses episódios devem ser mais frequentes no decorrer de abril, com a chegada das primeiras massas de ar frio ao estado”, acrescenta a meteorologista Marilene de Lima.

Fim do El Niño

Em dezembro de 2023, a temperatura da superfície do mar (TSM) seguiu elevada em todo o Pacífico Equatorial, com anomalia positiva próxima e acima de 2°C, devido à atuação do El Niño forte.

Em janeiro de 2024, observa-se uma diminuição desse aquecimento em boa parte do Pacífico Equatorial.

Para os próximos meses, a previsão é de término do fenômeno El Niño, se estabelecendo a neutralidade no decorrer do outono.

Há possibilidade de ocorrer La Niña na sequência, e as condições serão monitoradas no decorrer do ano.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo