Sexta, 27/05/2022
Joinville - SC

Policial morre após ser picada por jararaca

abril 29, 2022
Policial morre após ser picada por jararaca
Compartilhar
Ouvir publicação

A policial penal Luciene Pedroza Moreira Santos, de 44 anos, morreu na segunda-feira (25) após ser picada por uma cobra jararaca em casa. Ela trabalhava na Colônia Penal Palmeiras, em Santo Antônio do Leverger (33 km de Cuiabá).

 

A picada ocorreu na semana passada. Luciene estava em sua residência, em uma propriedade rural, fazendo serviços domésticos. Quando ela estava recolhendo roupas do varal, foi mordida pela cobra. Ela chegou a ser socorrida, inicialmente para um hospital de Campo Verde, e depois teve que ser transferida para Rondonópolis, devido a falta do soro antiofídico.

A vítima entrou consciente no hospital, mas teve uma piora na madrugada da última segunda, quando teve um coagulo na cabeça e precisou fazer uma cirurgia, mas não resistiu e morreu.

Luciene deixa o marido e dois filhos. O corpo foi encaminhado para ser sepultado em Quirinópolis (GO), cidade natal da servidora.   O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT) lamentou a perda da profissional.

“Neste momento de imensa tristeza, desejamos a todos que compartilhavam de sua vivacidade, alegria e humildade nossos sinceros sentimentos de pesar”, diz em nota.

O deputado estadual João Batista (PP), que é policial penal, também manifestou pesar sobre a perda da colega. “Uma grande perda para o Sistema Penitenciário. Consternados, deixamos aos familiares e amigos, os nossos sinceros sentimentos de pesar. Que Deus conforte o coração de todos nesse momento difícil!”, afirmou.

No Brasil, as picadas de jararaca são responsáveis por cerca de 90% do total de acidentes com humanos envolvendo serpentes, de acordo com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).  Fonte midianews.com.br/

Block