Quarta, 10/08/2022
Joinville - SC

Policial militar mata seis familiares e outras duas pessoas no oeste do Paraná

julho 15, 2022
Policial militar mata seis familiares e outras duas pessoas no oeste do Paraná
Compartilhar
Ouvir publicação

O policial militar Fabiano Junior Garcia, lotado no 19º BPM (Batalhão de Polícia Militar), matou oito pessoas, dentre elas seus três filhos, e tirou a própria vida. A tragédia aconteceu entre a noite de quinta (14) e a madrugada de sexta-feira (15), nas cidades de Toledo e Céu Azul, no Oeste do Paraná.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

O soldado Garcia cumpriu plantão até por volta de 19h. Após deixar o batalhão começou as mortes.  Em Céu Azul, em uma propriedade na área rural, onde matou dois de seus filhos, sendo um menino de 4 anos e uma menina de 9. No sítio moram os tios das crianças, mas nenhuma outra pessoa foi ferida.

Os corpos das duas crianças foram encaminhados ao IML (Instituto Médico-Legal) de Cascavel. As vítimas foram executadas com tiros na cabeça, disparados à queima-roupa.

Em seguida, o policial retornou a Toledo, onde continuou com a chacina. Ele tirou a vida de outra filha do primeiro casamento, da esposa e do irmão, além de outras duas pessoas que estavam em via pública. As mortes aconteceram na Rua Paraíba, na Vila Paulista, e na Rua Getúlio Vargas, na Vila Boa Esperança

Garcia, então, foi até a Rua Rui Barbosa, região central de Toledo, na casa onde morava com a esposa e também a assassinou a tiros. Em seguida, ele cometeu suicídio no seu automóvel, um Chevrolet Astra, que foi apreendido e encaminhado ao pátio da 20ª SDP (Subdivisão Policial). Fabiano Junior Garcia estava na Polícia Militar desde 2010 e era tido pelos colegas como um cara “tranquilo”.

O comandante da Polícia Militar do Paraná, Hudson Leôncio Teixeira, disse que Fabiano era tido como um bom policial. E contou a cronologia das mortes.

 

“Ele trabalhou até às 19h e por volta das 23h entrou em contato com o cunhado e informou que havia matado a esposa, Cassiane de 30 anos, e a filha de um primeiro relacionamento dele, uma adolescente de 12 anos de idade. A polícia foi até o local e localizou os corpos.

De lá, ele foi até a residência da mãe, que fica nas proximidades na área central de Toledo, onde matou a genitora a facadas, uma senhora e o irmão de 50 anos, com um disparo de arma de fogo. Saindo dali, ele foi até Céu Azul (município que fica a 60 km de Toledo) na casa dos avós maternos, onde matou uma filha de oito anos e o filho de quatro anos. Na sequência, retornou a Toledo, e começou a andar pela área central da cidade.

As equipes da PM tentaram localizá-lo de toda forma, no entanto, durante as buscas, ele encontrou dois homens, de 16 e 19 anos, caminhando pela via e disparou contra ambos, que morreram no local”,  por fim, o policial tirou a própria vida. O comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Hudson Leôncio Teixeira, informou que Fabiano enviou diversas mensagens para os familiares no intervalo entre as mortes. 
A Polícia Militar informou que entre os mortos estão dois filhos do agente, uma enteada, a esposa, a mãe dele, um irmão e outras duas pessoas que estavam na rua.

  • Kassiele, esposa, de 28 anos
  • Miguel, filho, de 4 anos
  • Kamili, filha, de 9 anos
  • Amanda, enteada, de 12 anos
  • Irene, mãe, de 78 anos
  • Claudiomiro, irmão, de 50 anos
  • Kaio, desconhecido do PM, 17 anos
  • Luiz, desconhecido do PM, 19 anos

Block