Domingo, 14/08/2022
Joinville - SC

Polícia prende médico que mantinha paciente em cárcere privado após erro

julho 19, 2022
Polícia prende médico que mantinha paciente em cárcere privado após erro
Compartilhar
Ouvir publicação

Policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher de Duque de Caxia, no Rio de Janeiro, prenderam o médico Bolívar Guerrero Silva, cirurgião plástico acusado de manter uma paciente em cárcere privado em um hospital particular na Baixada Fluminense. As informações são do portal g1.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

O médico mantinha uma mulher em cárcere privado há cerca de dois meses, desde que um procedimento estético na barriga deu errado. Os agentes que estiveram no hospital resgataram a vítima, além de prender Bolívar Guerrero Silva.

À polícia, a família afirmou que era estava presa no hospital. A tia da vítima teria procurado as autoridades para relatar o que estava ocorrendo. Em março, a mulher passou por uma abdominoplastia e, em junho, voltou ao hospital para passar por outras três intervenções.

Algo no procedimento deu errado e, segundo a família, a paciente teve uma parte da barriga necrosada. A polícia investiga se o plástico e toda a equipe médica estariam impedindo a mulher de ser transferida para outra unidade de saúde.

Quando a denúncia foi feita pela tia da vítima, policiais pediram prontuário da paciente e o relatório médico sobre o caso dela. Até esta segunda, a documentação não havia sido enviada para as autoridades.

Policiais cumpriram mandados de prisão preventiva, de busca e apreensão, além de condução coercitiva, no Hospital Santa Branca. Na última sexta-feira (15), a polícia repassou um celular para a paciente e, ao falar com a vítima, ela se mostrou desesperada e pediu ajuda para ser retirada do hospital, pois sentia medo de morrer.

Segundo o g1, quando os agentes chegaram ao Hospital Santa Branca, foram recebidos pela advogada da instituição. Ela afirmou que os policiais não poderiam falar com a vítima, porque ela estava sedada. Mesmo assim, os agentes encontraram a mulher, que estava chorando.

A Justiça concedeu a permissão para que o médico fosse preso. Agora, outros casos envolvendo Bolívar Guerrero Silva também são investigados pela polícia.

Block