Terça, 24/05/2022
Joinville - SC

Polícia Civil prende um dos suspeitos de homicídio ocorrido em Araquari

março 30, 2022
Polícia Civil prende um dos suspeitos de homicídio ocorrido em Araquari
Compartilhar
Ouvir publicação

Nesta terça-feira (29) de março de 2022, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Araquari, com auxílio de policiais civis das delegacias de Garuva, Barra do Sul e São Francisco do Sul, além de policiais militares de Araquari, realizaram a prisão de um indivíduo suspeito pelo crime de homicídio qualificado.

 

Entenda o caso.

No dia 20 de março, um indivíduo foi espancado e esfaqueado, após uma discussão num bar, situado na cidade de Araquari-SC, por três indivíduos da mesma família. Na ocasião, a vítima foi hospitalizada e, logo após ingresso no hospital, faleceu em decorrência das lesões.

Imediatamente após, policiais civis do Setor de Investigações e Capturas da Delegacia de Polícia de Araquari iniciaram as primeiras diligências com o fim de identificar os possíveis autores do crime. Com o cruzamento de informações com policiais militares da região, identificaram todos os envolvidos no caso concreto.

 

Posteriormente, houve a representação pela prisão temporária e busca domiciliar ao Poder Judiciário, nos locais em que os suspeitos poderiam ser encontrados, tendo como objetivo angariar maiores informações para subsidiar o inquérito policial. De posse das informações, o Ministério Público foi favorável às medidas, sendo estas posteriormente deferidas pelo Poder Judiciário da Comarca de Araquari.

Na manhã desta terça-feira (29/03/2022), foi dado o cumprimento a três mandados de busca domiciliar no bairro Itinga, na cidade de Araquari-SC. Na ocasião, um dos suspeitos foi encontrado na casa dos pais, enquanto dormia. Os demais indivíduos se encontram na condição de foragidos da justiça.

Após a captura do suspeito, este foi encaminhado à Unidade Prisional Avançada – UPA de São Francisco do Sul, onde serão realizados os procedimentos de praxe. As investigações relacionadas ao crime de homicídio qualificado dos suspeitos continuam.

 

Block