Quinta, 19/05/2022
Joinville - SC
fevereiro 11, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Araquari e Balneário Barra do Sul, concluiu nesta terça-feira, (11),  o inquérito policial que investigava a chacina ocorrida na região conhecida como “invasão” em Araquari, na qual 5 pessoas foram mortas e outras 2 foram alvejadas por disparos de arma de fogo.

 a
A

[ads1]

[ads2]

A investigação contou com o apoio da Polícia Militar que forneceu o primeiro atendimento ao local e acionou a Polícia Civil. A investigação apurou que integrantes de uma organização criminosa, após desentendimentos acerca da gerência de pontos de venda de drogas, marcaram uma reunião para tratar do assunto.

No entanto, a reunião era uma armadilha para atrair os desafetos para um mesmo local e mata-los, uma vez que a cúpula da facção criminosa já havia “decretado” os envolvidos e quem estivesse no local.  Durante a reunião, iniciou-se uma discussão e, após uma das partes ameaçar sacar uma arma de fogo, membros da organização criminosa começaram a disparar contra seus desafetos, levando a óbito 5 pessoas e deixando outras 2 feridas.

Foram identificados 9 participantes do crime, cada um com sua tarefa, desde os atiradores, os responsáveis pela fuga, pela ocultação das armas usadas no crime e locais para esconder os autores dos disparos. Entre os indiciados 4 deles foram presos na operação NARCOS SC, ocorrida em 18/12/19, outro foi preso no último dia 29/01/20. Os demais estão foragidos.
Um dos atiradores não foi identificado, foi verificado apenas que é conhecido pelo nome de “ANDY”.

No relatório de conclusão das investigações os investigados foram indiciados por 5 homicídios consumados e 2 homicídios tentados, também foi representada pela prisão preventiva de todos os envolvidos para permaneçam presos durante o processo.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads1]

[ads2]

 

Block