Quinta, 19/05/2022
Joinville - SC
fevereiro 28, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Araquari e Balneário Barra do Sul, concluiu investigação que apurava a tentativa de homicídio e posterior homicídio praticado em Balneário Barra do Sul.

 a

[ads1]

[ads2]

[ads1]

As investigações iniciaram após a Polícia Civil ser acionada para verificar um homicídio ocorrido próximo ao centro em Balneário Barra do Sul.  Durante as investigações, a polícia descobriu que a vítima pertencia a uma facção criminosa que atua na região e em Araquari, e estava sendo cobrado em razão de uma dívida e desavenças com outros membros do grupo criminoso.

A facção criminosa atuou como um verdadeiro Estado Paralelo, instaurou-se um “julgamento”, no qual vítima e seus credores e desafetos, elaboraram relatórios para serem analisados pela cúpula da organização criminosa.

Terminado o “processo”, o veredicto foi “decretar” a morte do membro da vítima.
Primeiro foi orquestrada uma armadilha para atrair a vítima e matá-la, no entanto, a vítima conseguiu fugir e se esconder. 3 dias depois, a cúpula da organização criminosa, dissimulando ter aceitado os argumentos da vítima, armou nova emboscada, na qual a vítima foi morta com disparos de arma de fogo na cabeça.

Todos os agentes foram identificados. 7 deles foram presos na operação NARCOS SC, que investigava essa organização criminosa. Outros 2 permanecem foragidos.
Formalizado o relatório de conclusão, a Policia Civil representou pela prisão temporária dos investigados para que permaneçam presos durante o processo.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

Block