Sabado, 25/09/2021
Joinville - SC
fevereiro 7, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação
O prefeito de Penha, Aquiles da Costa, assinou decreto no início da tarde desta sexta-feira, 07, declarando situação de emergência no município, assolado por inundações, deslizamentos e outras ocorrências em virtude das fortes chuvas que atingiram a região do litoral norte e vale do Itajaí desde quinta-feira, dia 06.
a
 a

[ads1]

[ads2]

A decisão tem por base relatório da coordenação municipal da Defesa Civil, que relatou a ocorrência de desastre e recomendou a declaração de situação de emergência. A medida tem duração de 180 dias.

Segundo o relatório, foram afetados todos os bairros do município: Praia de Armação do Itapocoroy, Nossa Senhora de Fátima, São Cristóvão, São Nicolau, Santa Lídia, Gravatá, Centro e localidades da Praia de São Miguel, Praia Alegre, Olaria, Cohab, São Francisco de Assis, Santa Terezinha e Praia Grande.

A Defesa Civil também apurou que nas últimas 24 horas houve o acumulado de 109 milímetros, e um acumulado de 114mm em 72 horas, ocasionando alagamentos repentinos em vias públicas, residências e comércios. Houve interdição nas ruas João Felipe Anacleto, no bairro Nossa Senhora de Fátima e na Avenida Alfredo Brunetti, no bairro de Armação, e áreas com escorregamentos na Praia Vermelha.

Com o decreto fica oficialmente mobilizados todos os órgãos municipais para atuarem, sob o comando do conselho interno de proteção e Defesa Civil juntamente com a coordenadora nas ações de resposta ao desastre e recuperação de cenário.

O documento também autoriza a convocação de voluntários e secretarias municipais para reforçar as ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre, sob a coordenação da Defesa Civil. 

Abrigo segue aberto

A coordenadora da Defesa Civil local, Ednéia Corrêa, a Néia, informa que a Defesa Civil segue de plantão no final de semana, e o abrigo emergencial montado no Ginásio de Esportes Sebastião João de Souza, no centro, seguirá à disposição. O espaço está livre, já que os idosos ali abrigados na noite deste dia 06 foram recolhidos pelos familiares. “Ao primeiro sinal de alagamento, os moradores devem deixar suas casas”, confirma a coordenadora da defesa, Néia. Os telefones para contato são o 199, 193 ou 191.

[ads1]

[ads2]

Block