Quarta, 17/08/2022
Joinville - SC

PDT oficializa candidatura de Jorge Boeira ao governo de Santa Catarina

julho 30, 2022
PDT oficializa candidatura de Jorge Boeira ao governo de Santa Catarina
Compartilhar
Ouvir publicação

O diretório estadual do PDT oficializou neste sábado (30) o nome do engenheiro Jorge Boeira, de 66 anos, para disputar, em chapa pura, o governo de Santa Catarina. O lançamento da candidatura foi confirmado durante a manhã em convenção da legenda.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

 

Além de Jorge Boeira a governador, foram homologadas as candidaturas de Dalmo Claro de Oliveira, de Joinville, a vice, e Hilda Deola, de Itajaí, para o Senado. A última vez que o PDT teve candidato a governador foi em 2006 com Manoel Dias.

Jorge Catarino Leonardeli Boeira, mais conhecido como Jorge Boeira, é natural da cidade de Vacaria/RS. O Engenheiro mecânico, foi deputado federal na 55ª legislatura (2015 — 2019), eleito pelo estado de Santa Catarina, com 123.770 votos.

Já havia sido deputado também na 52ª legislatura (2003 — 2007) e na 54ª legislatura (2011 — 2015). Assumiu como suplente na 53ª legislatura (2007 — 2011). Nas eleições de 2014, em 5 de outubro, foi novamente eleito deputado federal por Santa Catarina para a 55ª legislatura (2015 — 2019). Assumiu o cargo em 1 de fevereiro de 2015.

PDT oficializa candidatura de Jorge Boeira ao governo de Santa Catarina Foto : Everson Vargas

Trajetória política

A vida política de Boeira começou no movimento estudantil durante o regime militar. Concorreu pela primeira vez a um cargo eletivo em 2002, quando foi eleito deputado federal com 51.142 votos. Em seu primeiro mandato debateu e contribuiu com ações relativas a reformas previdenciária, tributária e trabalhista.

Pautado pela defesa da educação pública, gratuita e de qualidade, contribuiu para a interiorização da UFSC. Durante quase 50 anos, a instituição, que até então era a única universidade pública do estado, manteve campus apenas em Florianópolis.

Assim, os estudantes das demais regiões interessados em estudar em uma universidade federal precisavam se mudar para a Capital. Para garantir acesso a mais pessoas, a partir de 2004 Boeira passou a indicar emendas para que um campus da UFSC fosse instalado em Araranguá, município do Sul Catarinense.

Hoje, a instituição está presente em 22 cidades do Estado, oportunizando acesso ao ensino superior gratuito amais estudantes e em mais locais. Na região Sul há um campus em Araranguá e pólos em Criciúma, Laguna, Tubarão, Braço do Norte, Praia Grande, Turvo e Laguna.

Em 2006, Boeira aumentou sua votação em 16 mil votos em relação a 2002, totalizando 67.259 votos, ficando na primeira suplência e assumindo em 2009 na Câmara Federal. Em seu segundo mandato, Boeira continuou trabalhando pela Educação, com ênfase na área profissionalizante. Com recursos de emendas indicadas pelo parlamentar, foram instalados campus do Instituto Federal de Educação em Araranguá e Tubarão.

Em 2010, Boeira foi novamente eleito deputado federal com 84.210 votos, mantendo o compromisso de trabalhar pelo desenvolvimento de Santa Catarina.

Na área de Educação Infantil, emendas do deputado garantiram a construção e a manutenção de creches em diversos municípios. A área da agricultura familiar também é destacada, com incentivo às cooperativas formadas por pequenos produtores, visando o fortalecimento do setor e a manutenção do homem no campo.

Como membro das comissões de Minas e Energia e de Educação, Boeira foi um dos defensores de que 75% dos royalties da exploração de petróleo no Pré-Sal fossem destinados para Educação e 25% para a Saúde.

Em 2014, pelo Partido Progressista, aumentou sua votação em praticamente 47% e conquistou 123.770 votos.

Como deputado federal, votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff. Em abril de 2017, foi contrário à Reforma Trabalhista. Em agosto de 2017, votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do presidente Michel Temer.

Block