Terça, 26/10/2021
Joinville - SC

Osso é vendido, não dado: cartaz chama atenção em supermercado

outubro 6, 2021
Osso é vendido, não dado: cartaz chama atenção em supermercado
Compartilhar
Ouvir publicação

Associação Catarinense de Supermercados (Acats) e o Procon/SC emitiram uma nota técnica recomendando que empresas, como açougues e supermercados, não vendam osso de boi. A ação foi motivada após a repercussão da matéria publicada pelo jornal NSC de que um supermercado de Florianópolis estaria vendendo ossos.

Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

Comerciante colocou placa com preço do quilo de ossos de boi — Foto: Caroline Borges/G1 SC

Comerciante colocou placa com preço do quilo de ossos de boi — “Osso R$ 4,00 Kg. Osso é vendido e não dado”. O aviso gerou a reação imediata.  O Procon entende que os ossos devam ser doados, como sempre foram, porque a cobrança fere o Código de Defesa do Consumidor por exigir dele ‘vantagem manifesta excessiva’.

“No momento de crise que estamos vivendo é até desumano que esses estabelecimentos estejam cobrando por ossos”, criticou Tiago Silva, diretor do Procon SC.

 

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI 

Block