segunda-feira,

15/04/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

No início do ano, o dólar atinge R$ 4,91, registrando um aumento

stack of one hundred dollars notes on dollars background

No início das negociações do ano, o mercado foi abalado por um ambiente internacional desfavorável, refletindo em declínio no mercado de ações e valorização do dólar. O dólar dos EUA fechou o dia acima de R$ 4,90, com um acréscimo de 1,28%, alcançando R$ 4,915. Embora tenha mantido estabilidade nos primeiros trinta minutos de negociação, a moeda começou a subir, atingindo seu ponto mais alto próximo ao encerramento, após a abertura dos mercados americanos.

Essa instabilidade também impactou o mercado de ações, levando o índice Ibovespa da B3 a encerrar em 132.696 pontos, representando uma queda de 1,11%. Apesar de iniciar o dia de forma estável, o índice começou a declinar durante a tarde.

O dia foi caracterizado por incertezas relacionadas à economia dos Estados Unidos, especialmente em relação à possibilidade de adiamento na redução das taxas de juros básicas pelo Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano. Essa perspectiva influenciou as taxas dos títulos do Tesouro dos EUA, conhecidos por serem investimentos seguros globalmente.

O aumento das taxas nos títulos do governo dos EUA gerou uma tendência de fuga de investimentos de países emergentes, como o Brasil, impactando negativamente o câmbio e a bolsa de valores. Os investidores estão aguardando os dados de emprego nos Estados Unidos, pois esses números vão influenciar as expectativas em relação às taxas de juros. Se a criação de empregos desacelerar, cresce a possibilidade de o Fed antecipar a redução das taxas básicas.

*Com base em informações da Reuters.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo