Domingo, 03/07/2022
Joinville - SC

No Dia Nacional da Imunização, Saúde de Joinville reforça a importância das vacinas

junho 9, 2022
No Dia Nacional da Imunização, Saúde de Joinville reforça a importância das vacinas
Compartilhar
Ouvir publicação

Nesta quinta-feira (9/6) é o Dia Nacional da Imunização. Por este motivo, a Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria da Saúde (SES), reforça à população a importância da adesão às vacinas, que são formas seguras e eficazes de garantir proteção contra diversas doenças infecciosas.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

 

De acordo com o Ministério da Saúde, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) possui vacinas para mais de 30 doenças e disponibiliza cerca de 300 milhões de doses anualmente, em todo o país. Em Joinville, no ano de 2021, foram aplicadas mais de 1,5 milhão de doses de vacinas.

Dados da cobertura vacinal infantil do calendário básico de imunização mostram que no ano passado em Joinville, a média de vacinação foi de 85% para crianças menores de 1 ano; 84% para quem tem 1 ano; e 86% para crianças até 4 anos.

Embora as vacinas sejam fundamentais para prevenir a disseminação de doenças imunopreveníveis, bem como a sua erradicação, é necessário sempre manter o esquema vacinal completo, em qualquer idade, inclusive participando das campanhas realizadas para reforçar a cobertura.

 

Os pais que tiverem dúvidas sobre o esquema vacinal das crianças, recebem orientação nas próprias Unidades Básicas de Saúde da Família, basta levar a Caderneta de Vacinação e pedir orientação.

“O importante é estar atento e levar as crianças para serem imunizadas. Depois dos cinco anos, ainda temos algumas vacinas que precisam de reforço. Ou então iniciar a imunização. É o caso da vacina contra o HPV, que é aplicada em meninas entre os 9 e 14 anos e nos meninos entre 11 e 14 anos”, informa a gerente da Vigilância em Saúde da SES, Cristiane Soares.

Atualmente, existe uma preocupação mundial em relação a doenças como a poliomielite, que vem apresentando casos em alguns países. Em Joinville, a cobertura da vacina contra a poliomielite, em crianças até 4 anos, foi de 88% no ano passado, a meta é de 95%. O não alcance da meta é um dos motivos pelo qual a doença pode ser reintroduzida nos países, inclusive no Brasil.

“O Dia Nacional da Imunização tem como objetivo chamar a atenção para a importância das vacinas, no intuito de que a população redobre a atenção com a imunização das doenças para as quais existe vacina”, alerta a gerente.

E ela completa: “A vacinação elimina ou reduz drasticamente o risco de adoecimento ou de manifestações graves, que podem levar à internação e até mesmo ao óbito”.

Vacinas contra Covid-19, gripe e sarampo

Em relação à vacinação contra a Covid-19, números atualizados da SES apontam que, em Joinville, 97,64% da população apta a receber o imunizante receberam a 2ª dose. Já em relação à dose de reforço, o percentual de imunizados contra a Covid-19 é de 40%.

Entre os grupos com menor cobertura vacinal da 2ª dose, estão as crianças ente 5 e 11 anos, com apenas 15%.

Com a chegada do frio e o possível aumento dos casos gripais e de complicações respiratórias, desde o início desta semana, a Prefeitura de Joinville ampliou a vacinação contra a influenza (gripe) para toda a população a partir dos seis meses de idade.

Até o dia 24 de junho, também continua a vacinação contra o sarampo. Podem se vacinar os profissionais da saúde em geral, mesmo que não atuem em estabelecimentos de assistência e vigilância em saúde, e as crianças de 6 meses até 11 anos.

Em Joinville, a aplicação dos imunizantes é realizada em Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), com exceção das unidades do Jativoca e do Morro do Amaral. Na região central, outra opção é a Sala de Vacinas (rua Abdon Batista, 172, Centro). É preciso levar a carteira de vacinação e um documento oficial com foto.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block