Sexta, 27/05/2022
Joinville - SC

No aniversário de Joinville, governador visita obras e participa de homenagem

março 9, 2022
No aniversário de Joinville, governador visita obras e participa de homenagem
Compartilhar
Ouvir publicação

No dia em que Joinville completa 171 anos de fundação, o governador Carlos Moisés participou de uma homenagem aos imigrantes germânicos que fundaram a maior cidade de Santa Catarina. O chefe do Executivo estadual também visitou locais que receberão obras para melhorar a mobilidade urbana. As intervenções serão feitas com recursos do Plano 1000, que investirá R$ 604 milhões no município ao longo dos próximos cinco anos.

 

 

“Estamos valorizando Joinville como ela merece. A maior cidade do estado foi negligenciada por muito tempo. Mas isso mudou. Com o Plano 1000, faremos o maior investimento do Governo do Estado na história do município. Com esses R$ 604 milhões, a prefeitura conseguirá fazer uma série de melhorias para mobilidade urbana. São obras para pensar a Joinville do futuro”, afirma o governador.

Ao lado do prefeito Adriano Silva, Carlos Moisés foi ao ponto onde será construída a ponte Plácido Olímpio de Oliveira. A estrutura ligará os bairros Bucarein e Boa Vista, facilitando o fluxo entre as regiões da cidade. Segundo a prefeitura, a obra deverá ser licitada em breve, com investimento de mais de R$ 12 milhões. No local, as autoridades foram recebidas pela moradora Clori Peres Bauer, que convidou o governador para entrar em sua residência e avistar o Rio Cachoeira.

 

“Essa ponte vai ser fundamental para desafogar o trânsito. Hoje nós temos um movimento muito grande de quem vem do Centro e da Zona Sul em direção ao Boa Vista, que é um bairro muito grande. Essa parceria entre o Governo do Estado e a prefeitura é muito boa, pois teremos mais recursos para favorecer a nossa cidade. Essa ponte, por exemplo, vai sair mais rápido por conta disso”, afirma Clori.

Avenida duplicada

Em seguida, o governador e o prefeito foram à Avenida Almirante Jaceguay, que terá aproximadamente quatro quilômetros duplicados com recursos do Governo do Estado. O prefeito Adriano Silva contou que a ideia é fazer mais um acesso duplicado entre a BR-101 e a parte central da cidade. Por lá, o governador conversou com o casal Ernesto e Alair Parucker. Aos 80 anos de idade, os dois moram há mais de cinco décadas no Bairro Santo Antônio. Segundo eles, a promessa de duplicação remonta ao ano de 1.971. Agora, o momento é de esperança.

“Nós já pegamos muitas enchentes aqui. E hoje eu estou impedido de fazer uma casa de alvenaria. Então, se o projeto sair e nós formos indenizados pela prefeitura, conseguiremos construir em outro lugar”, conta Ernesto.

O último local visitado foi o elevado sobre a Rua Dona Francisca. A obra faz parte do projeto de duplicação do Eixo Industrial, já em andamento. A Secretaria de Estado da Infraestrutura estima que a duplicação deverá ser concluída até o fim do primeiro semestre, a um custo de R$ 38 milhões. Já o elevado tem previsão de término em dezembro, com aporte de R$ 15,8 milhões.

“Queremos agradecer o governador Carlos Moisés pela sensibilidade com a nossa cidade. O Plano representa o maior repasse a fundo perdido da história do nosso município. Joinville será transformada em um canteiro de obras nos próximos anos”, diz Adriano Silva.

Homenagem aos imigrantes germânicos

Mais cedo, o chefe do Executivo estadual e o prefeito Adriano participaram de uma cerimônia no Cemitério do Imigrante, onde estão os túmulos dos primeiros colonizadores da cidade. Hoje, além das sepulturas, o local abriga a casa de cultura alemã. Em seu discurso, o governador destacou o caráter ordeiro e de honestidade do povo de Joinville. Ele destacou ainda a importância de relembrar o passado para construir um futuro melhor.

A Homenagem ao Imigrante é o evento que, tradicionalmente, abre as comemorações do dia do aniversário de Joinville. A solenidade teve uma apresentação musical com a Banda do Corpo de Bombeiros Voluntários e o depósito de uma coroa de flores na sepultura de um imigrante que contribuiu para o crescimento da cidade. Este ano, o imigrante homenageado foi Félix Heizelmann, que nasceu em 1860, na Alemanha, e faleceu em 1898, em Joinville.

Ele foi professor na Escola Alemã e um dos primeiros comandantes do Corpo de Bombeiros. Também ajudou a defender a cidade durante a Revolução Federalista de 1893.

“Nós devemos sempre honrar essas pessoas que ajudaram a construir essa cidade fantástica chamada Joinville. Tudo o que temos hoje se deve a elas. É um grande prazer participar dessa homenagem no aniversário do município”, afirmou o governador.

Block