Domingo, 03/07/2022
Joinville - SC
março 4, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Um navio carregado de soja encalhou em São Francisco do Sul, no Norte de Santa Catarina, na madrugada desta quarta-feira (4).

 a

[ads1]

[ads2]

[ads1]

O encalhe ocorreu na Baía da Babitonga e afetou as atividades do porto. O navio do Chipre tem tripulantes, mas ninguém ficou ferido. Ao menos quatro navios estão atrasados, além da embarcação encalhada.

Até as 12h não havia previsão para desencalhe do cargueiro e uma equipe de mergulhadores estava fazendo uma avaliação no local.

Dois navios previstos para aportar na manhã desta quarta estão atrasados, pois estão aguardando liberação para entrar no canal do porto: um atracaria para carregar soja e outro, para descarregar boninas de aço. Outros dois estão atracados no porto aguardando liberação para partir.

“Ainda é muito prematuro para afirmar a causa do encalhe e a previsão, estamos avaliando. Os dois navios atrasados estão aguardando o resultado da avaliação por mergulhadores. Na Baía tem espaço para que o navio [encalhado] continue ali e outros entrem para manobras”, informou Pablo Fonseca, gerente de operações e logística.

Segundo Fonseca, o navio encalhado está com 65 mil toneladas de soja. Até as 12h, não havia sido constatado vazamento de óleo no local. A tripulação continua a bordo da embarcação.

O encalhe por volta de 0h30. Cinco rebocadores tentaram retirá-lo, mas não conseguiram. Ele parou numa laje no fundo do mar. O navio graneleiro Aelor Grace tinha acabado de ser carregado com soja do Porto e estava realizando uma manobra de desatracação, quando encalhou nessa laje.

O porto, praticagem e Marinha avaliam a situação e também verificam se houve algum tipo de problema mecânico ou eletrônico da localização do satélite. Fonte g1.com

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

Block