sábado,

20/04/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Mulheres são a maioria da população em São Francisco do Sul.

Com base nos dados do Censo Demográfico de 2022 divulgados pelo Instituto Brasileiro de Estatística (IBGE), as mulheres são a maioria da população em São Francisco do Sul.

Dos 52.674 habitantes do município, 26.561 são mulheres e os homens 26.113, um percentual de 50,4% para 49,6%. No ranking de população, o município está na 29ª colocação no estado, na 105ª na região Sul e na 614ª no Brasil.

O levantamento compreende 77 itens pesquisados que estão sendo divulgados gradativamente.

De acordo com o superintendente Estadual do IBGE em Santa Catarina, Roberto Kern Gomes, o percentual de homens tem diminuído na população no Brasil, no Estado e em São Francisco do Sul.

“Até 34 anos tem mais homens que mulheres, mas nas faixas etárias acima, a predominância é feminina, isso tem a ver com a expectativa de vida, as mulheres têm vivido em média quatro anos a mais que os homens”. O censo registra, desde 1991, crescimento da população feminina em todas as faixas etárias.

 

O levantamento também aponta que em dez anos a cidade teve crescimento de mais de mil habitantes por ano. Saiu de 42.520 pessoas em 2010 para 52.675 em 2022. Enquanto o Brasil teve o menor crescimento populacional de toda série histórica, em São Francisco do Sul o índice é três vezes maior que a média nacional. “A população do país cresceu 0,52% e, no município, ampliou em mais de 1,8% de crescimento ao ano”, explica Gomes.

 

Para o prefeito em exercício, Sérgio Murilo de Carvalho Oliveira, os apontamentos da pesquisa podem contribuir no planejamento das políticas públicas. “Com as informações do IBGE podemos ser mais assertivos nas ações do governo.” Informações como as de saúde, serão divulgadas pelo instituto somente no ano que vem.

 

Outro dado apontado pelo IBGE é sobre as populações indígenas e quilombolas. É o primeiro censo demográfico que o instituto identifica as pessoas quilombolas, embora houvesse contagem nos anos anteriores. “O município registra quilombolas vivendo fora de territórios regulamentados e os indígenas vivem tanto em terra indígena quanto fora, é a vigésima população quilombola de Santa Catarina e a 18ª de índios”.

 

Outro dado que difere dos índices de Santa Catarina e do Brasil é a idade mediana, a que divide os mais jovens dos mais velhos. No país e em Santa Catarina a média é de 35 anos, e no município é de 38.

Embora ainda não tenham sido divulgadas as informações de migração, o superintendente acredita que esse envelhecimento está relacionado ao fato de as pessoas escolherem as cidades praianas para aposentadoria e, também, porque houve diminuição de crianças de zero a 14 anos. São Francisco do Sul tinha uma média de 7,7% da população acima de 65 anos, passados dez anos esse índice aumentou para 12,7%.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo