Domingo, 14/08/2022
Joinville - SC
maio 26, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

O motorista que atropelou e matou a fotógrafa Vanessa Vieira, de 31 anos, transitava acima da velocidade permitida. O delegado responsável pelo caso, Dr Marcel de Oliveira, ouviu várias testemunhas, reuniu provas e chegou a conclusão que o automóvel estava, no mínimo, a 120km/h. O motorista responde em liberdade.

Familiares e amigos fazem passeata após morte de fotógrafa atropelada na calçada

Com faixas e cartazes, o grupo com aproximadamente 100 pessoas chamaram a atenção para a importância da conscientização no trânsito e pediram justiça pela morte da fotógrafa. O motorista que causou o acidente foi indiciado pela Polícia Civil por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). 

Jenifer, amiga da fotógrafa, cobra das autoridades por Jústiça,”Algo precisa ser feito, foi um crime, e tem uma mãe que chora por ela, não é justo” – afirmou. Muito abalada, a mãe da fotógrafa não conteve as lagrimas. ” Minha filha era uma guerreira, no auge da felicidade, não tenho sangue nos olhos, mas quero justiça, ela não merecia esse fim tão trágico, só quero justiça, que o motorista pague na justiça“, disse.

Acidente

O motorista do Chevette seguia para o centro quando atingiu um um casal que fazia caminhada acompanhados de dois cachorros. Um dos animais e a mulher não resistiram aos ferimentos e morreram no local.  O homem, identificado como Nelson Veneri Neto foi encaminhado para o hospital, onde ficou internado por 10 dias.

 

Block