Últimas notícias
Home » Joinville » Manifestantes protestam contra aumento de passagem de ônibus
    
O protesto ocorreu na noite desta segunda-feira - Foto Divulgação - Aconteceu em Joinville

Manifestantes protestam contra aumento de passagem de ônibus

Compartilhe

Integrantes do Movimento Passe Livre,(MPL) e usuários do sistema de transporte coletivo urbano realizam um protesto contra o aumento da tarifa de ônibus, na noite desta segunda-feira, (07), data que entrou em vigor o novo aumento da passagem. Os manifestantes se concentraram na praça da Bandeira, no período da tarde.




 Depois eles entraram dentro do terminal central pulando as catracas e fazendo muito barulho, o grupo protestou contra o decreto do prefeito, que passou o valor do bilhete de R$ 4,30 para R$ 4,40, a antecipada e de R$ 4,65 para R$ 4,80 a embarcada. As empresas alegam que o preço do Diesel e a diminuição do número de passageiros foram o responsáveis pelo aumento do valor da passagem.

Tarifa Zero

Tarifa zero é o meio mais prático e efetivo de assegurar o direito de ir e vir de toda população nas cidades. Essa ideia tem como fundamento o entendimento de que o transporte é um serviço público essencial, direito fundamental que assegura o acesso das pessoas aos demais direitos como, por exemplo, a saúde e a educação.

Com o crescimento sem planejamento das cidades, o acesso à saúde, à educação, ao lazer, ao trabalho, entre tantos outros, ficou extremamente complicado, custando além de muito dinheiro, várias horas do nosso dia. Nas grandes cidades os deslocamentos são uma necessidade diária, pois sem eles a vida social ficaria inviabilizada.

Nos locais mais distantes dos grandes centros, o acesso aos direitos fundamentais só pode ser concretizado através do transporte coletivo. E para assegurar que o conjunto da população possa desfrutar desses direitos, o transporte precisa ser público e gratuito. Caso contrário, as pessoas que não tem dinheiro para pagar a tarifa não poderão chegar aos seus destinos e exercer os seus direitos.

A tarifa zero deverá ser feita através de um Fundo de Transportes, que utilizará recursos arrecadados em escala progressiva, ou seja: quem pode mais paga mais, quem pode menos paga menos e quem não pode, não paga. Por exemplo: o IPTU de bancos, grandes empreendimentos, mansões, hotéis, resorts, shoppings etc., será aumentado proporcionalmente, para que os setores mais ricos das cidades contribuam de maneira adequada, distribuindo renda e garantindo a existência de um sistema de transportes verdadeiramente público, gratuito e de qualidade, acessível a toda a população, sem exclusão social.

About Redação

Redação
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville