Segunda, 04/07/2022
Joinville - SC

Mãe dá à luz dentro de ambulância do Samu no Litoral Norte

fevereiro 16, 2022
Mãe dá à luz dentro de ambulância do Samu no Litoral Norte
Compartilhar
Ouvir publicação

Nesta terça-feira, mais um bebezinho não aguentou esperar a chegada até o hospital e nasceu dentro da ambulância do Samu, em Navegantes. A mamãe Thais e o neném José foram encaminhados para o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes e passam bem.  O pequeno nasceu por volta das 21 horas.

Clique aqui e participe do grupo

de Whatsapp Aconteceu em Joinville

A gestante Thais foi atendida pelos socorristas da ambulância e encaminhada ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes Foto: Divulgação

Um dos maiores medos da mulher grávida é não conseguir chegar ao hospital a tempo, mas o número de partos que acontece antes da chegada ao hospital é imenso e a situação é corriqueira.

O parto avança de forma natural e o processo de dilatação vai aumentando com o passar das horas. Ao chegar na fase de expulsão, é importante que quem esteja acompanhando ajude a mãe a manter a calma e a oriente a controlar a respiração e a manter as pernas abertas (durante as dores causadas pela contração, caso o bebê já esteja coroando, o fechamento brusco das pernas pode machucar a cabeça da criança).

É importante também que a mulher seja mantida deitada de lado até o momento de expelir o bebê (quando atingir 10 cm de dilatação). Se a mulher ficar deitada durante todo o trabalho de parto, a pressão exercida pelo peso do bebê pode comprimir a veia cava, causando desconforto e mal-estar. O mais indicado é que ela se deite de costas apenas durante o momento de expelir o bebê.

Depois de o bebê sair, é necessário realizar uma limpeza, retirando toda secreção de seus olhos e nariz, impedindo qualquer obstrução. É importante secar o bebê (que estará molhado em razão da bolsa gestacional e do líquido amniótico) e aquecê-lo para que não perca calor.

O cuidado com o cordão umbilical é necessário. Para realizar o corte, é importante esperar cerca de 2 a 3 minutos após o nascimento.

O corte só deve ser realizado após as ligaduras do cordão umbilical serem feitas. Com uma margem de segurança de no mínimo 6 cm da barriga do bebê e da vagina da mãe, deverá ser feito um nó.

O cordão umbilical deverá ser cortado entre as ligaduras com uma tesoura limpa e se possível esterilizada. A margem de segurança para o corte serve para que os profissionais da saúde possam realizar o procedimento da maneira mais correta possível dentro de um ambiente seguro e estéril, como o hospital.  diarinho.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block