Sabado, 25/09/2021
Joinville - SC
fevereiro 25, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

HOJE FAZ 80 ANOS QUE NASCIA LUIZ HENRIQUE DA SILVEIRA

Na imagem acima estou conversando com o grande LUIZ HENRIQUE DA SILVEIRA, do qual sempre tive imensa admiração no que diz respeito a sua inteligência, articulação politica e, principalmente, da cultura que ele era detentor.

Nascido em Blumenau, em 25 de fevereiro de 1940, foi prefeito de Joinville, governador, senador e ministro da Ciência e Tecnologia, tendo falecido em 10 de maio de 2015.

Lembro-me de quando estive num evento, na cobertura do Edifício Hannover, em que indicou Udo Döhler para presidente do Instituto Joinville 150 anos, e na ocasião comentou que Udo o questionara do porque ser ele, sendo que ele tinha uma agenda já tão concorrida. Entã0 LHS respondeu que é por isso mesmo que o escolhera, pois quem é ocupado é porque tem capacidade, dinâmica e ousadia em aceitar grandes desafios.

Os inúmeros artigos que escrevia para os jornais eram fantásticos, para se ler e aprender muito com eles, nos deleitando com sua cultura ímpar.

Quantos bailes de gala e eventos sociais, entre outros, estive em que tive a honra de estar com esta grande personalidade. Na imagem acima, em elegante evento na tradicional Sociedade Harmonia Lyra, a então Miss Joinville Priscila Buse, eu e os gêmeos Victor e Vinícius Reis Pires ladeando o casal Luiz Henrique da Silveira e Ivete Appel da Silveira. Recordei-me de um evento social (em Florianópolis, Balneário Camboriú ou Blumenau) em que dancei muito com a filha de LHS, Márcia Méll, a qual, na oportunidade, estava investindo em sua carreira de cantora.

Lembro-me, também com muita saudades e orgulho, do desfile de modas que eu promovi na então casa de Luiz Henrique da Silveira, no início do Bairro Boa Vista. Foi um grande evento social, desfilando os modelos da minha agência, HANG CASTING MODELS, sobre a piscina da casa. As delícias servidas no jantar eu também me recordo perfeitamente.

Pode existir pessoas que não comungam com o estilo político de LHS e são contrários a vários de seus atos, mas também estes não poderão deixar de tirar o chapéu pelo legado político e social deixado por ele enquanto esteve entre nós, nos representando tanto em nossa cidade, quanto em nosso país. Faz tempo que não vejo, em nossa região, um político com tanto prestígio popular e político como este, ficando nós órfãos de uma representatividade à altura, desde o seu falecimento.

Hoje faz 80 anos que Deus colocou no mundo este ser humano que viria a deixar um legado tão especial e nostálgico. QUE DEUS O TENHA CONSIGO POR TODA A ETERNIDADE !!!

Estas foram algumas de minhas recordações pessoais e profissionais que posto em homenagem aos 80 anos de nascimento de LHS e, assim como marcou a minha vida, marcou a vida de muitas e muitas outras pessoas, direta ou indiretamente, menos ou mais intensamente, e é sobre isso que prestamos homenagens post mortem. O que as pessoas fizeram de bom na vida, precisa ser festejado, e o que fizeram de ruim, não caba a nós tal julgamento. Comemoremos sempre a vida, mesmo depois da morte.

(Opinião do Jornalista, psicólogo e escritor Carlos Alberto Hang, 03991/SC)

Block