Sabado, 02/07/2022
Joinville - SC

Longa-metragem “A Entrega” é gravado em Joinville

maio 20, 2022
Longa-metragem “A Entrega” é gravado em Joinville
Compartilhar
Ouvir publicação

Joinville é cenário para a gravação do longa-metragem “A Entrega”. A equipe está na cidade desde o início do mês com 56 profissionais, entre atores e técnicos das diversas áreas do cinema, vindos da Bahia, Paraná, Rio de Janeiro e de São Paulo.

As gravações ocorrem em pontos como o Zoobotânico e o Museu de Arte de Joinville que será set de filmagem neste sábado (21/5) para captação de imagens no local e entorno. A iniciativa conta com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) e outras secretarias municipais no apoio logístico para a realização das filmagens nos espaços públicos. A previsão de lançamento é até o fim deste ano.

“A gravação deste longa-metragem aqui nos orgulha muito. A escolha da cidade, por tantos cenários que temos a oferecer, entre a serra e o mar, valorizando nossos atrativos culturais e turísticos. Além de fortalecer o segmento audiovisual no momento em que estamos nos estruturando para ter uma Film Commission, que é uma organização para incentivar, atrair e apoiar as produções audiovisuais. Inclusive promovendo o desenvolvimento econômico local e a criação de empregos”, destaca Guilherme Gassenferth, secretário de Cultura e Turismo de Joinville.

Sobre o filme

“A Entrega” é um drama recheado de ação que pretende mostrar um país diferente, onde pessoas das classes mais altas também lutam e têm seus dilemas pessoais. A narrativa é retratada nas casas em estilo enxaimel da arquitetura alemã tão enraizada na cultura dessa cidade. A intenção é exibir um país em que não há favela, tráfico e polícia. Trata-se de um painel de um Brasil, raras vezes retratado no cinema nacional.

Um filme para toda a família que fala das lutas interiores não refletidas no rosto dos seus personagens. Um mergulho no universo interior de pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo de uma forma artística, para levar a reflexão de que é possível mudar situações difíceis, quando pessoas se unem para um bem comum.

Na trama, durante a prisão de Vitor (Victor Pecoraro) muitos acreditam em sua inocência e pessoas improváveis se unem para livrá-lo da prisão. Olívia (Rayanne Moraes), uma jovem que aparentemente leva uma vida normal, mas que luta contra o TOC, se junta a Vitor para provar a inocência desse homem que é o retrato do sofrimento.

O casal Fernando (Ferrnando Sampaio) e Elo (Brendha Hadad) vivem uma crise no casamento enquanto lutam com uma doença rara de Fabinho (Matheus Dantas) que ao lado da irmã Ana (Helena Santana) acredita ter visto o verdadeiro marginal. Mas é o amor ao próximo e a união dessas pessoas que irão desvendar o que está por trás desses acontecimentos na Joinville de hoje.

 

A narrativa serve de pano de fundo para destacar as histórias que percorrem os quatro cantos de Joinville. O filme percorre o casario dos tempos passados e revela a alegria das pessoas, expressando o carinho dessa gente. O passeio de drone mostra trechos de mata atlântica ainda preservados, parques e praças.

O filme é da produtora Larty Mark em coprodução com 360WayUp e obra distribuída pela Imagem Filmes para todo o Brasil prevista ainda em 2022 com avant premiere em Joinville.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block