Terça, 17/05/2022
Joinville - SC

Justiça Restaurativa em presídio de Joinville recebe apoio da Câmara de Vereadores

março 2, 2022
Justiça Restaurativa em presídio de Joinville recebe apoio da Câmara de Vereadores
Compartilhar
Ouvir publicação

O juiz João Marcos Buch, titular da Vara de Execuções Penais da comarca de Joinville, participou na última semana (23/02) da sessão ordinária da Câmara dos Vereadores. Na oportunidade, o magistrado falou sobre a Justiça Restaurativa, qual a essência do programa e como está o andamento para sua implantação no sistema carcerário da maior cidade de Santa Catarina – prevista para ocorrer ainda neste semestre.

“A Câmara é a casa da cidadania por excelência. A aprovação do órgão é um aval para o apoio da população, o que gera benefícios a todos. O Estado caminha conforme as demandas da sociedade, e se esse for um propósito, ocorrerão mais investimentos no programa da Justiça Restaurativa”, destacou o juiz.

Durante a explanação, Buch definiu a Justiça Restaurativa como instrumento de superação da violência. “A justiça tradicional diz respeito ao que é crime e como julgar, sendo assim a vítima não participa do processo a não ser como depoente. Já a Justiça Restaurativa, com muito cuidado e preparação, permite a quem sofreu com a violência uma possibilidade de alívio da dor, e para o culpado a chance de pedir o perdão”, explica Buch.

 

O vereador Luis Carlos Sales salientou a atuação da Pastoral Carcerária Nacional, que direciona profissionais capacitados para as funções necessárias ao andamento das ações. E manifestou estar em concordância com a iniciativa. “O Legislativo pode colaborar dentro de sua competência com a elaboração de novas leis ou ainda melhorando as já existentes. A Justiça Restaurativa tem uma gama de oportunidades de levar qualidade de vida a presos e munícipes em geral. Um trabalho que precisa ter andamento”, declarou.

O presidente da Câmara dos Vereadores, Maurício Peixer, agradeceu a participação do magistrado e ressaltou o mérito do programa. “A Justiça Restaurativa caminha para melhorar o sistema prisional e dar dignidade ao ser humano, proporcionando entendimento entre as partes envolvidas”, finalizou.

Block