Sabado, 13/08/2022
Joinville - SC

Juízes do TRE desaprovam contas de três órgãos de direção partidários

julho 3, 2022
Juízes do TRE desaprovam contas de três órgãos de direção partidários
Compartilhar
Ouvir publicação

Os diretórios estaduais dos partidos Novo e Unidade Popular (UP) tiveram as prestações de contas eleitorais de 2020 desaprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC). Os juízes também desaprovadas as contas do exercício financeiro de 2019 do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Todas as decisões foram proferidas em sessões plenárias realizadas neste mês e acordadas de forma unânime.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

 

Ao julgar as contas do PSOL, o juiz Alexandre d’Ivanenko observou que houve falhas relacionadas à movimentação irregular ou indevida de recursos do Fundo Partidário durante vigência de penalidade, anteriormente aplicada, de suspensão do repasse dessas verbas. O relator do processo também considerou que algumas despesas realizadas em 2019 não foram devidamente comprovadas pelo partido.

Por essas razões, o magistrado determinou a devolução ao Tesouro Nacional do valor atualizado de R$ R$ 133.951,05, a ser realizada pela direção nacional da agremiação mediante descontos nos futuros repasses de quotas do Fundo Partidário destinadas ao órgão de direção estadual, a serem implementados nos próximos 12 meses.

Na análise envolvendo as contas do partido Unidade Popular, o juiz Willian Medeiros de Quadros destacou que houve atraso superior a 30 dias na entrega à Justiça Eleitoral dos relatórios financeiros referentes aos recursos arrecadados na campanha de 2020. Motivo pelo qual o relator impôs para a agremiação a suspensão do recebimento de cotas do Fundo Partidário pelo prazo de um mês, a ser cumprida no ano seguinte ao trânsito em julgado da decisão.

Quanto às contas do Novo, o relator da matéria, juiz Marcelo Pons Meirelles, apontou que o partido atrasou o envio de informações sobre o recebimento de doações na campanha eleitoral de 2020, irregularidade considerada suficiente para desaprovar as contas.

 

Block