domingo,

26/05/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Joinville é destaque na imprensa nacional como referência em tratamento do AVC

Os resultados e o reconhecimento internacional obtido pelo Joinvasc, programa público de tratamento de acidente vascular cerebral (AVC) de Joinville, foram destaque da reportagem publicada no portal da revista Veja (https://bit.ly/JoinvascRevistaVeja).

O texto ressalta que, além de beneficiar mais de 12 mil pessoas, o Joinvasc serviu de modelo para o Ministério da Saúde definir as políticas nacionais sobre AVC.

Também na reportagem, está a informação de que o programa motivou a criação do programa de certificação da World Stroke Organization (associação médica sem fins lucrativos que trabalha para aumentar a conscientização sobre a prevenção e o tratamento do AVC).

Nesta certificação, o Joinvasc recebeu o reconhecimento máximo de centro avançado de AVC, em 2021, sendo replicado em mais de 20 centros de tratamento da América Latina.

Para o neurologista Alexandre Longo, médico coordenador do Joinvasc, a divulgação é de grande importância para o programa e representa mais um reconhecimento em âmbito nacional.

“Destaca ainda mais a importância do projeto para a nossa comunidade, servindo de modelo para o Brasil e para o mundo, sobre a possibilidade de ter serviços de AVC organizados, oferecendo à população tratamento de alta qualidade, em todas as etapas da linha de cuidado do paciente, desde a prevenção até a reabilitação dentro do conceito de valor em saúde e, especialmente, por ser um serviço público”, ressalta o médico.

Resultados

Ao longo dos seus quase 30 anos em atividade, o Joinvasc acumula resultados expressivos em relação às taxas de incidência, mortalidade e redução de incapacidade dos indivíduos acometidos por AVC.

De acordo com Alexandre, também é importante destacar o papel do programa na coleta de indicadores assistenciais que monitoram continuamente toda a jornada do paciente na cadeia de cuidado, desde a atenção primária.

“Como exemplo, temos o projeto FASUS (Fibrilação Atrial no Sistema Único de Saúde) que está em pleno andamento em algumas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) de Joinville.

O objetivo é a detecção precoce de uma arritmia cardíaca bastante comum na população geral, especialmente em idosos, que aumenta muito o risco de AVC grave”, diz o médico.

Outra importante contribuição do Joinvasc é para a comunidade acadêmica, já que o programa fornece um banco de dados epidemiológicos e genéticos, único em toda a América Latina.

Informações, essas, que garantem destaque ao corpo acadêmico em publicações científicas de alto impacto.

O programa possui caráter educacional relevante para profissionais de saúde como médicos, enfermeiros, reabilitadores (fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoterapeutas), psicólogos e nutricionistas.

Mais investimentos para o tratamento de AVC

Para melhorar os serviços de tratamento de AVC, a Prefeitura de Joinville adquiriu um novo angiógrafo (sistema de hemodinâmica utilizado para a realização de procedimento neuroendovascular) para o Hospital Municipal São José.

O investimento foi de R$ 4,3 milhões, provenientes de emenda enviada ao Orçamento Geral da União, pela senadora Ivete da Silveira.

Também foram adquiridos equipamentos que serão empregados na sala do angiógrafo, como bisturis elétricos, monitores multiparâmetros e aparelhos de ar-condicionado, entre outros itens.

O neurologista Alexandre Longo explica que o novo angiógrafo é de fundamental importância para a melhoria do atendimento aos pacientes com AVC na fase aguda, quando tempo para se realizar o procedimento de recanalização da artéria cerebral que está obstruída é o principal determinante do sucesso do procedimento.

“Isto é, maior chance de sobrevivência do paciente, com a menor sequela possível”, conclui o médico.

O novo angiógrafo, que é importado, deve chegar em Joinville em breve. Enquanto isso, o procedimento é realizado por meio de um convênio com um hospital particular.

Também durante esse período, o Hospital Municipal São José alinha com a equipe do departamento de Neurorradiologia Intervencionista as adequações técnicas necessárias no espaço onde será instalado o equipamento.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo