Segunda, 16/05/2022
Joinville - SC

Joinville discute economia global em Fórum Nacional para Secretários da Fazenda

maio 3, 2022
Joinville discute economia global em Fórum Nacional para Secretários da Fazenda
Compartilhar
Ouvir publicação

Os desafios da economia global e o cenário que exige cautela estiveram em pauta no debate Análise Macro e Conjuntura Econômica Brasileira, evento do Fórum Nacional de Secretários Municipais da Fazenda e Finanças, realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

 

O encontro foi realizado virtualmente na terça-feira (3/5) e teve a participação de 63 secretários municipais de fazenda, sendo a maioria representantes de cidades com mais de 100 mil habitantes.

A abertura foi feita pela presidente da FNP e secretária da Fazenda de Salvador (BA), Giovanna Victer. À frente das discussões, especialistas como Caio Megale, economista-chefe da XP Inc., Fernando Honorato, economista-chefe do Bradesco; e João Villaverde professor e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP).

Mediador do debate, o secretário da Fazenda de Joinville, Flávio Martins Alves, destacou como tema central do evento, a preocupação com o cenário econômico nacional e, consequentemente, nos municípios, tendo como base fatores internacionais como a guerra na Ucrânia e seus impactos na cadeia global de distribuição de produtos; a dificuldade inflacionária vivida pela economia americana; e, ainda, a pandemia da Covid-19 na China.

De acordo com os especialistas, embora a arrecadação de alguns estados e municípios tenham tido bons resultados no primeiro trimestre deste ano, um panorama menos otimista pode se revelar a partir da segunda metade do ano.

“O entendimento que temos no cenário macro é que esse crescimento não seja duradouro, porque a economia global caminha para possível retração no segundo semestre. A inflação é o ponto que mais preocupa os especialistas”, afirma Alves.

Cautela, digitalização e racionalização de gastos

Diante desse cenário, a conclusão dos gestores é de que o momento exige cautela, já que retrações na economia internacional podem, também, refletir internamente.

Além disso, o secretário da Fazenda de Joinville destaca como ações que devem ser priorizadas: “Os municípios precisam buscar o processo de digitalização cada vez maior e a racionalização do custeio, não assumindo responsabilidades que são da União e dos Estados. Os secretários discutiram formas de gestão ativa e responsável e encerraram a discussão cientes de que precisam fazer isso”.

Um dos resultados concretos do evento será a elaboração de uma carta que será entregue aos presidenciáveis, pelos representantes do Fórum Nacional de Secretários Municipais da Fazenda e Finanças.

O documento vai expor aos candidatos que disputarão as eleições à Presidência da República, sobre a importância de dar aos municípios condições para enfrentarem os períodos de crise econômica e pós pandemia.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block