terça-feira,

20/02/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Inovações residenciais focam no bem estar dos moradores

 

Num cenário em que a inovação é a palavra de ordem, o mercado de edifícios residenciais está passando por uma revolução notável, marcada por avanços tecnológicos e uma ênfase crescente na sustentabilidade.

Está evidente que o setor está moldando um futuro onde a eficiência, a conectividade e a consciência ambiental são protagonistas, no entanto, a comodidade e o bem estar dos moradores também tem sido lembrados nos novos projetos.

A busca por práticas mais sustentáveis não é mais uma opção, mas uma necessidade crescente. São cada vez mais comuns projetos dos chamados “Edifícios Verdes” que priorizam a eficiência energética, a gestão inteligente de resíduos e ambientes mais saudáveis para os ocupantes.

Ao mesmo tempo que a revolução tecnológica não passou despercebida pelos lares modernos.

A automação residencial, com dispositivos conectados e controlados remotamente, oferece níveis de conveniência aos moradores.

Desde o controle de iluminação até a segurança avançada baseada em inteligência artificial.

Os edifícios residenciais agora incorporam uma série de soluções inteligentes para simplificar e aprimorar a vida cotidiana.

Os edifícios residenciais agora são projetados com o bem-estar dos moradores em mente.

Além dos espaços comuns, como jardins compartilhados e áreas de lazer, o bem estar pode ser sentido, por exemplo, na disponibilidade de elevadores mais rápidos.

Foi o que o empresário e fundador da Convisa Construtora e Incoporadora, Ivandro de Souza, destacou em entrevista ao jornalista Wagner Dias no podcast PodMorar.

“A nova geração de apartamentos da Convisa tem elevadores mais rápidos. Hoje o mundo está muito rápido, na velocidade do Whatsapp. Você manda uma pergunta e já quer receber a resposta rápida”, destacou Ivandro.

O empresário destaca ainda, que em um mundo em constante movimento, a necessidade de realizar tarefas com agilidade é fundamental.

Um elevador veloz pode otimizar cada momento precioso.

“Tem coisa mais desnecessária que um elevador lento? Lógico que isso requer um investimento um pouco maior. Mas não é só um investimento. É a preocupação com o morador” afirma Ivandro.

Nesse cenário, os novos edifícios residenciais não apenas abraçam a automação e a sustentabilidade, mas também elevam os padrões de conforto, confirmando que, a atenção dedicada ao precioso tempo e à satisfação dos moradores, não podem nunca ser deixados de lado.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo