Sexta, 19/08/2022
Joinville - SC

Homem invade agência bancária e furta armas e munição em Pirabeiraba

julho 1, 2022
Homem invade agência bancária e furta armas e munição em Pirabeiraba
Compartilhar
Ouvir publicação

Um homem arrombou uma agência bancária em Pirabeiraba e furtou dois revólveres.  O arrombamento e furto ocorreram na madrugada de quinta (30). Para entrar na agência bancária, o suspeito quebrou uma porta de vidro.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

Porta de vidro quebrada em agência furtada em Joinville — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Foto: Polícia Militar/Divulgação

Uma viatura da polícia militar foi acionada pela central de emergência, por volta das 5h, para deslocar ao Banco do Brasil no centro de Pirabeiraba, onde foi constatado pela central de monitoramento do Banco do Brasil o disparo de alarme de intrusão e a presença de um suspeito no interior da agência.

Na chegada da guarnição foi constatado uma das portas de vidro estilhaçada no interior da agência, mais precisamente entre a área de caixas eletrônicos e a entrada da agência.

Foi realizado averiguação policial no interior da agência onde algumas portas internas estavam arrombadas, porém nenhum suspeito se encontrava no local.

No local após a averiguação compareceu o vigilante de uma empresa terceirizada que faz o monitoramento da agência. O vigia realizou nova averiguação com a guarnição onde foi constatado pelo mesmo que foi subtraído do local o cofre com as armas dos vigilantes que fazem a segurança no local, sendo dois revólveres calibre 38. Dentro do cofre das armas também haviam Munição – 24 Unidade de Calibre 38 o qual não foi informado o número do Lote.

Foi constatado ainda que outras portas estava abertas porem não foi informado se houve subtração de outros bens do interior da agência. Compareceu ao local a gerente do estabelecimento, ao qual também fez uma verificação preliminar informando não ter sido subtraído do local outro material a não ser as armas e a munições.

O  material foi levado com o cofre a princípio por apenas um indivíduo segundo foi apurado pelas imagens verificadas da empresa de monitoramento. As imagens não foram disponibilizadas para este boletim. A polícia civil investiga o caso

 

Block