Quarta, 29/06/2022
Joinville - SC

Família acusa hospital da Unimed de negligência após morte de criança de um ano e oito meses

fevereiro 17, 2022
Família acusa hospital da Unimed de negligência após morte de criança de um ano e oito meses
Compartilhar
Ouvir publicação
Familiares de Jaqueline Pires, de 34 anos, que perdeu a filha de um ano e oito meses, acusam os médicos do Hospital da Unimed de Joinville de negligência. A morte de Mirella Pires foi registrada às 6h10, do dia 3 de fevereiro. A direção do hospital abriu sindicância para apurar as causas da morte e do procedimento médico.
Jaqueline deu entrada na unidade hospitalar no dia 31 de janeiro, após constatar que a criança apresentava febre. A menina também não conseguia ir ao banheiro. No hospital, Mirella foi atendida e após a realização dos exames, foi constatado uma infecção urinária. De acordo com a mãe da menina, foi receitado dipirona e Simeticona, um remédio para excesso de gases intestinais, e recebeu alta.
Mirella passou a vomitar e Jaqueline retornou ao hospital da Unimed. A equipe médica realizou um ultrassom que detectou uma bactéria no intestino e fezes no cólon. Novos medicamentos foram ministrados na criança que ficou internada. No dia 2 de fevereiro, foi constatado uma segunda bactéria, que estava alojada no pulmão, que rapidamente evoluiu para uma forma grave. Transferida para à Unidade de Terapia Intensiva, no início da manhã do dia 3 de fevereiro, Mirella sofreu uma Parada cardiorrespiratória e faleceu.
O Hospital da Unimed emitiu uma nota de esclarecimento.

nota de esclarecimento da unimed

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI 

Block