Sexta, 30/07/2021
Joinville
março 12, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

O ex-jogador do Marcílio Dias, Rafael da Silva de Almeida, de 23 anos, foi morto a tiros e dois homens ficaram feridos no bar anexo a uma quadra de futebol society em Itajaí, no Vale, na noite de quarta-feira.a

 a

[ads2]

[ads1]

De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 20h30, na Rua Professora Erotides da Silva Fontes, no bairro São Vicente. Ninguém foi preso.

Rafinha morreu no local. Ele era natural de Itajaí e, em 2018, disputou a Série B do Catarinense pelo Marinheiro, atuando em quatro partidas. Revelado pelo Avaí, o ex-meia atuou ainda por Toledo-PR e Hercílio Luz.

Outro homem de 28 anos foi atingido pelos disparos foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e conduzido consciente ao hospital.

Segundo a PM, ele teria relatado aos policiais que Rafael teria se envolvido em uma briga, há cerca de duas semanas, em um bar na Praia Brava. A Polícia Militar fez escolta no hospital durante a noite e na manhã desta quinta-feira realizava rondas pelo local.

O terceiro ferido, de 29 anos, já havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Cordeiros e não estava no local quando os policiais chegaram, segundo a PM. Na UPA, a vítima teria dito à polícia que saiu correndo após ouvir os disparos e procurou a unidade de saúde quando percebeu o ferimento no braço.

Conforme a polícia, testemunhas relataram que dois homens armados e encapuzados foram até a quadra e atiraram contra as vítimas. Depois, conforme os relatos, eles teriam entrado em um carro e fugido do local.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. De acordo com o delegado Rafael Lorencetti, a suspeita é que o crime tenha sido motivado por um acerto de contas. Até as 8h30 desta quarta-feira, ninguém havia sido preso. Fonte g1.com

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

Block