Domingo, 14/08/2022
Joinville - SC

‘Estarrecedor’, diz delegada sobre vídeo que flagrou médico abusando de paciente durante parto

julho 11, 2022
‘Estarrecedor’, diz delegada sobre vídeo que flagrou médico abusando de paciente durante parto
Compartilhar
Ouvir publicação

O médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra, preso em flagrante por abusar sexualmente de uma paciente durante o parto no Hospital da Mulher, em Vilar dos Teles, São João de Meriti, na Baixada Fluminense, foi transferido nesta segunda-feira (11) para o presídio de Benfica, na zona norte da capital, e deve passar por uma audiência de custódia nesta terça-feira (12).

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

Nas imagens, é possível observar que Giovanni está posicionado do outro lado de um pano, que cobre a vítima dos ombros para cima. O médico coloca o pênis na boca da vítima e comete o estupro.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu nesta segunda-feira (11) um processo para expulsar Giovanni Quintella Bezerra, o anestesista preso em flagrante por estuprar uma grávida durante a cesariana. Giovanni foi indiciado por estupro de vulnerável, cuja pena varia de 8 a 15 anos de reclusão.

 

Em entrevista ao Balanço Geral RJ, a delegada Bárbara Lomba, da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de São João de Meriti, contou que a polícia foi acionada pelo hospital.  A delegada explicou que integrantes daquela equipe participaram de três cirurgias no plantão e decidiram gravar, com um celular escondido, a atitude suspeita do médico.

“Na primeira, já observaram os mesmos comportamentos. Na segunda, um integrante teve que se aproximar por necessidade de um equipamento que teve problema, e a pessoa viu o pênis do médico exposto. Entre a segunda e a terceira cirurgia, decidiram, juntos, que iriam tentar fazer essas imagens e conseguiram filmar”, explicou.

 

Block