Sexta, 27/05/2022
Joinville - SC

Especialistas discutem acidentes com cargas perigosas na BR-376

maio 10, 2022
Especialistas discutem acidentes com cargas perigosas na BR-376
Compartilhar
Ouvir publicação
Em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Paraná, o Município de Garuva participou de debate sobre políticas públicas para minimizar os acidentes com cargas perigosas que acontecem com frequência na rodovia BR-376 e que resultam na contaminação da bacia hidrográfica do Rio São João, comprometendo o uso das águas.

 

Para o Município, é urgente a tomada de ações preventivas e coordenadas para que tragédias como as vividas rotineiramente na BR-376 não se repitam. A área de fiscalização da ANTT, informou que as ações do órgão na BR-376 vão aumentar e disse que, em recente fiscalização na Serra, observou que a geometria da estrada é desfavorável. Foi sugerida a criação de um posto de fiscalização de cargas perigosas no km 645. Entre as sugestões está o aumento da fiscalização de pesagem, além da verificação das condições geométricas da rodovia.

Silmara Ramos, Secretária de Saneamento Ambiental de Garuva, revelou que em anos recentes, o trecho teve uma série de acidentes graves com derramamento de produtos perigosos, atingindo o Rio São João. “Esses acidentes resultam em fortes impactos na fauna e na flora, além de refletir na atividade econômica da cidade. Precisamos de algo que ajude o município. Não adianta fazer algo depois que o acidente aconteceu. Queremos a prevenção desses impactos. O que precisamos é de algo imediato, como alguma medida contenção para que os produtos não cheguem aos rios”, cobrou a secretária.

 

 

Block