Sexta, 24/09/2021
Joinville - SC
Compartilhar
Ouvir publicação

Dando continuidade à série de reportagens sobre os candidatos a Prefeito de Joinville, vamos saber mais sobre: Nelson Henrique Coelho. Conhecido pelos 30 anos de Polícia Militar e por ser o atual vice-prefeito, ele é agora candidato a prefeito pelo partido Patriota. Ele terá como vice Sérgio Duprat, que é do ramo da construção civil e passou a dedicar-se ao voluntariado e ao acompanhamento da gestão pública.

 


Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

Nelson Coelho, que agora está na reserva da Polícia Militar de Santa Catarina, tendo encerrando sua participação no posto de tenente-coronel no comando do 8º Batalhão de Joinville, em 2016, ressalta que segurança será um dos pilares de sua gestão, caso seja eleito. E alerta: “se Joinville não tomar medidas fortes contra o crime, com projetos de mobilidade, segurança, saúde, qualidade de vida, esse cidadão será absorvido pelo crime organizado. Qualquer ator político que não estiver voltado para a segurança pública não vai gerar bem estar social. A segurança é um dos pilares da economia”.

Ele afirma que dentro do Executivo, foi impedido de fazer as necessárias mudanças na segurança pública e em outras áreas, mas pôde conhecer a fundo a máquina pública e, consequentemente, perceber que nem todos que trabalham nela compartilham de sua visão a respeito das necessidades da cidade. Por isso, decidiu se lançar candidato.

“Precisamos atrair investidores dos mais variados setores, deixar de ser apenas uma cidade do interior. E o prefeito deve ser o embaixador político, e não apenas o administrador da economia”, afirma.

Confira agora o perfil do candidato e uma entrevista exclusiva sobre as principais áreas da gestão pública e também suas propostas para minimizar os efeitos da pandemia, lembrando que Coelho foi acometido pela Covid-19, mas nesta entrevista se posicionou contra as medidas de isolamento social. 

Saiba mais sobre o candidato

Nelson Henrique Coelho, 53 anos, é da reserva da Polícia Militar de Santa Catarina, onde serviu por 30 anos, encerrando sua participação no posto de tenente-coronel no comando do 8º Batalhão de Joinville em 2016. Sua carreira foi marcada por ter comandado, pilotado e instruído voos de helicóptero, aos quais dedicou 24 anos de serviço e aproximadamente 8 mil horas/voo em missões de resgate e de combate ao crime. Ele também integrou diversas operações junto ao Ibama de preservação ambiental e combate a incêndios, notadamente em Rondônia, Roraima, Amazonas, Pará e Mato Grosso.

Ainda como aluno oficial, Coelho foi um dos responsáveis pela efetivação da aviação da PM a nível estadual. Coelho também foi o articular, junto ao Governo do Estado e do comando geral da PM, da manutenção do helicóptero Águia em Joinville, em 2006, e da construção do heliponto no Hospital São José, em 2013.

Coelho também é bacharel em Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar de Santa Catarina além de pós-graduado como especialista em segurança pelo Centro de Estudos Superiores e também pós-graduado em aviação pela Marinha do Brasil. É vice-prefeito de Joinville desde 2017.

Entrevista

Mobilidade e transporte público

Nelson Henrique Coelho – Vamos providenciar o mais breve possível a licitação do transporte coletivo.

Na saúde, foco em prevenção

Nelson Henrique Coelho – A rede pública de saúde, incluindo o Hospital São José, responde atualmente por cerca de 40% do orçamento do município. Um outro hospital ou uma nova UPA elevaria os gastos com a saúde ainda mais, deixando outras áreas, como educação e segurança, ainda mais carentes. Por isso, vamos fortalecer o Programa Estratégia de Saúde da Família. Essa é a função do município, a prevenção.

 Proposta para solucionar o déficit de vagas Educação Infantil

Nelson Henrique Coelho – É um problema que tem que ser sanado, pois os pais dependem desse serviço para poderem trabalhar. No nosso primeiro ano de governo, pretendemos reorganizar o sistema municipal de educação, o que, acreditamos, tornará quase duas mil vagas efetivas.

Segurança Pública é seu principal pilar de governo

Nelson Henrique Coelho – Essa área é nossa especialidade.  A segurança, em sua grande parte, deriva de espaços públicos bem iluminados e com frequência do pessoas. Em nosso plano de governo, vamos até criar um plano de iluminação municipal, o qual, indiretamente, afetará a segurança e a qualidade de vida dos cidadãos. Também vamos ampliar as vagas na Guarda Municipal, mas o ponto de virada da segurança do joinvilense será a criação de uma central de monitoramento, onde os órgãos – Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, entre outros – centralizarão suas ações de proteção.

 Fusão de secretarias

Nelson Henrique Coelho – Vamos unir a Secretaria de Esporte e a atual Secretaria de Cultura e Turismo e criar um único órgão, formando a Secretaria de Esporte e Cultura, porque entendemos que são áreas interligadas e trabalham diretamente com o público. Vamos manter os grandes projetos que já existem e verificar a situação extraordinária causada pela pandemia, que afeta o esporte, a cultura e lazer.

Destino de prédios públicos como a antiga sede da Prefeitura e a Cidadela Cultural

Nelson Henrique Coelho – Num primeiro momento, vamos seguir o planejado para o antigo prédio da Prefeitura: manter o depósito da Secretaria da Saúde e instalar o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). Quanto à Cidadela, pretendemos contratar o projeto de restauro e captar recursos para a obra, visando a ocupação na forma de consórcio ou condomínio por entidades culturais e comerciais interessadas. Também queremos integrar a Cidade ao Parque das Águas, a Praça dos Suíços e ao Museu de Arte, e instalar a Fundação Cultural de Joinville naquele espaço, para que atue como síndico do complexo e fomente a cultura nele.

 Incentivo ao Turismo, sobretudo de eventos

Nelson Henrique Coelho – Entendemos que o turismo, hoje, em Joinville, é pouco representativo. Porém, no nosso entendimento, o turismo é extremamente relevante para a cidade. Assim, criaremos duas diretorias especiais ligadas diretamente a Secretaria de Governo: a Diretoria Especial de Turismo e a Diretoria Especial de Articulação, Integração e Expansão. Com essa estratégia, pretendemos resgatar a tradição de Joinville em atrair eventos, bem como dar a devida atenção aqueles já existentes.

Como minimizar efeitos da Pandemia

Nelson Henrique Coelho – As decisões tomadas por esses decretos absurdos não têm nenhum embasamento científico e comprovado, o que gerou grandes problemas tanto na saúde quanto na economia. Foi só começar a flexibilizar que os índices começaram a baixar, as pessoas a viver, a economia a voltar, mas temos um prejuízo enorme para recuperar. Por isso, vamos propor ações voltadas a economia, sentar com a Fazenda do município e estudar quais porcentagens podem ser reduzidas do ISS para aliviar a pressão do cidadão e permitir que ele produza melhor, principalmente na área dos serviços, que foi uma das mais afetadas. Também vamos correr atrás para trazer investimentos e eventos, para movimentar essa área, e ver que ações o Governo do Estado pode realizar para reduzir o ICMS e alimentar a economia.

Por que o candidato acredita que será um bom governante e é a melhor opção para Joinville?

Nelson Henrique Coelho – Porque tenho de mais de 30 anos de experiência no serviço público e uma carreira estritamente voltada a servir o cidadão. Nestes quase quatro anos como vice-prefeito, realmente conheci a estrutura do município, seus pontos positivos e negativos, e entendo que temos capacidade de administrar a cidade e entregar ao joinvilense aquilo que ele tanto sonha: uma cidade em pleno desenvolvimento, com qualidade de vida e oportunidades para todos.

[ads1]

Block