Segunda, 15/08/2022
Joinville - SC

Em caso ‘raríssimo’, tartaruga-de-couro de 2 metros encalha viva em Itapoá

agosto 3, 2022
Em caso ‘raríssimo’, tartaruga-de-couro de 2 metros encalha viva em Itapoá
Compartilhar
Ouvir publicação

Uma tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) foi encontrada com vida em Itapoá.  É o primeiro registro desta espécie encalhada viva na abrangência do Projeto de Monitoramento das Praias (PMP-BS) em Santa Catarina e no Paraná desde o início das atividades, em 2015. Essa gigante do oceano está ameaçada de extinção.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

O animal,  uma fêmea, medindo 1,95m, com aproximadamente 250 kg, foi encontrado por populares, que acionaram o PMP-BS/Univille. Uma equipe se deslocou até o local e o primeiro atendimento indicou que a tartaruga estava magra, bastante debilitada, apresentava um ferimento no olho esquerdo, cicatrizes na cabeça e uma lesão na nadadeira posterior direita (possível mordida de tubarão).

As escoriações na cabeça e plastrão, sugerem que o animal possa ter interagido com artefatos de pesca e, possivelmente, tenha se afogado.  Levando em consideração o tamanho do animal, optou-se por conduzir a tartaruga para o Centro de Reabilitação do PMP-BS/UFPR, no Centro de Estudos do Mar, em Pontal do Paraná, onde há mais estrutura junto ao sistema de suporte à vida para garantir atendimento e reabilitação a estes animais. Para o manejo na praia, grande maquinário foi necessário, o qual permitiu o transporte do animal para o Paraná.

Para isso, a equipe do PMP contou com  ajuda da comunidade, da empresa Taborda Terraplanagem, das secretarias de Meio Ambiente de Itapoá e Guaratuba, e da clínica veterinária São Benedito.

Mesmo com todos os esforços, na madrugada de sábado, a tartaruga-de-couro morreu.  Casos como esse são uma oportunidade de aprendizado. A equipe do Centro de Estudos informa que vai contar o resultado da necropsia que estão realizando.

Block