Sabado, 28/05/2022
Joinville - SC
janeiro 31, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

A Secretaria da Saúde de Santa Catarina confirmou nesta quinta-feira (30) o primeiro caso de febre amarela em um macaco neste ano no estado.

 a
 a

[ads1]

[ads2]

O primata foi encontrado no dia 14 de janeiro em Pomerode, no Vale do Itajaí. Em humanos, há um caso de paciente com a doença, um homem de 47 anos morador de São Bento do Sul, no Norte catarinense. Ele está internado no Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis.

O caso envolve um filhote de bugio encontrado na rua pela Polícia Militar Ambiental no dia 13 de janeiro, no bairro Testo Central. O animal foi recolhido e levado para o Projeto Bugio, em Indaial, um centro de pesquisas sobre os primatas onde recebe cuidados. Após coleta de amostra de sangue, o resultado do exame foi para positivo para a doença.

Atualmente, 56 mortes de macacos estão em investigação no estado para saber se foram provocadas por febre amarela, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta quinta. O número registrado neste ano já é quase metade do notificado durante 2019 (353). As notificações são, principalmente, no Norte e Vale do Itajaí.

A febre amarela é considerada uma doença grave, sendo transmitida por mosquitos em áreas silvestres e próximas de matas, e a infecção de macacos indica a presença do vírus na região. A melhor forma de se proteger da doença é por meio da vacina, que deve ser tomada por pessoas a partir de nove meses de idade.

No estado, a cobertura vacinal está em 84%, segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), mas a cobertura é diferente entre os municípios. O recomendado pelo Ministério da Saúde é imunizar, ao menos, 95% do público-alvo.

Mortes em 2019

No ano passado, o estado registrou duas mortes em humanos provocadas pela doença. Em macacos, foram oito em macacos, sendo a última delas confirmada nesta quinta. O bugio foi localizado no dia 31 de dezembro, em Jaraguá do Sul, no Norte do estado. Fonteg1.com

Participe do grupo de TELEGRAM  do Aconteceu em Joinville – Clique Aqui a

[ads1]

[ads2]

Block