Segunda, 15/08/2022
Joinville - SC

Dirigente é suspenso por dois anos após agressão a árbitro durante o Varzeano em Guaramirim

julho 6, 2022
Dirigente é suspenso por dois anos após agressão a árbitro durante o Varzeano em Guaramirim
Compartilhar
Ouvir publicação

A agressão ao árbitro da partida entre os times Uvec e Barro Branco, pela sexta rodada da Taça Dilnei Marcellino, resultou na interrupção do jogo e na suspensão do agressor por dois anos. A decisão da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer leva em conta o relatório emitido pelo árbitro, Jeferson Magno Sabino, e cumpre o determinado no Artigo 31 do regulamento do campeonato.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

O episódio iniciou após um gol marcado pelo atleta Jean Alcântara, do Uvec. De acordo com o árbitro, o jogador levou o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida por ter comemorado o gol com gestos obscenos direcionados à torcida, ato que levou o atleta Jacenir Cristiano da Silva, do time adversário, a tomar também um cartão amarelo após reclamações. 

Ainda segundo o juiz da partida, o auxiliar técnico da equipe do Barro Branco, Pedro Ivo da Silva Júnior, partiu para a agressão física e empurrou o árbitro que, mesmo caído no chão, sofreu diversas outras tentativas de agressão. Por falta de segurança e por lesão corporal ao árbitro, a partida foi interrompida. 

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer recebeu o relatório e determinou a suspensão do agressor por dois anos, não somente de jogos em Guaramirim, mas em toda a região da Amvali. A decisão segue o Artigo 31 do regulamento do campeonato. 

O Secretário Antonio da Costa Filho destaca que o objetivo do torneio é proporcionar momentos de lazer para a comunidade: “O varzeano é um campeonato para times amadores, para quem quiser ter uma oportunidade de participar de uma atividade física, fazer amizades, confraternizar. É importante que nós tenhamos isso em mente, é importante manter o clima amistoso que o futebol de várzea proporciona. Sabemos que os times estão comprometidos e esperamos que esse episódio não se repita”, declarou.

Como não havia ainda completado 75% do tempo de jogo, a partida entre Uvec e Barro Branco terá continuidade no próximo sábado (09), iniciando com o mesmo placar e o mesmo tempo de jogo, em campo neutro. 

Veja o relato do árbitro: 

“Aos 46 minutos do primeiro tempo o atleta número 11, Jean Alcântara, da equipe Uvec, marcou o gol e foi até a torcida do Barro Branco fazer gestos obscenos. O mesmo levou o segundo amarelo e o vermelho, e o atleta número 04, Jacenir Cristiano da Silva, levou o cartão amarelo por reclamação da equipe do Barro Branco.

Aí o auxiliar técnico do Barro Branco Pedro Ivo da Silva Júnior, me agrediu com um empurrão e eu caí com as costas no chão, e mesmo eu caído no chão o auxiliar técnico do Barro Branco, Pedro Ivo da Silva Júnior, tentou me agredir por várias vezes, sendo contido pela equipe adversária (Uvec). Por motivos de eu machucar minhas costas e por falta de segurança, foi finalizada a partida aos 46 minutos do primeiro tempo. Ass: árbitro Jeferson Magno Sabino”.

O que diz o regulamento 

Art. 31 – O atleta e/ou dirigente que agredir fisicamente os árbitros, apontadores, membros da Comissão Organizadora, antes, durante ou após o seu jogo, ou enquanto estiver no local da competição, estará, automaticamente, eliminado deste evento e de atividades promovidas pela Secretaria de Esporte e Lazer de Guaramirim, bem como toda região da Amvali (Barra Velha, Guaramirim, Corupá, Jaraguá do Sul, Massaranduba, São João do Itaperiú e Schroeder), por um período de 02 (dois) anos, a contar da data do ocorrido. Os casos de agressão entre atletas serão julgados pela Comissão Julgadora e a mesma suspensão vale também para toda região da Amvali. 

Block